Angola

Condenação de 17 ativistas pacíficos em Angola é uma afronta à justiça

O veredito de condenação e as sentenças de prisão proferidas aos 17 ativistas no julgamento no Tribunal Provincial de Luanda, que chegou ao fim esta segunda-feira, 28 de março, constituem uma afronta à justiça que tem de ser revertida, sustenta a Amnistia Internacional, instando também à libertação imediata e incondicional destes prisioneiros de consciência.

O veredito de condenação e as sentenças de prisão proferidas aos 17 ativistas no julgamento no Tribunal Provincial de Luanda, que chegou ao fim esta segunda-feira, 28 de março, constituem uma afronta à justiça que tem de ser revertida, sustenta a Amnistia Internacional, instando também à libertação imediata e incondicional destes prisioneiros de consciência.

Syndicate content