Fem Fest

Data: 
Fri, 17/02/2017 - 22:00
Local: 
Smup Parede - Rua Marquês de Pombal 319 - Parede

Co-produção SMUP / Cultura no Muro
Programação: Rui Eduardo Paes

As músicas urbanas do nosso tempo não só são dominadas por homens como se tornaram tendencialmente machistas, misóginas e chauvinistas. Neste cenário, formar uma banda feminina é por si só um acto de denúncia e de emancipação. O FEM FEST vem demonstrar que há um outro modo de estar na música, reunindo alguns dos projectos que em Portugal estão a mudar o ADN do rock e da pop.

17 de Fevereiro | 22h
TENDER BENDER
Aim: voz, electrónica; V: voz, electrónica
https://www.youtube.com/watch?v=HfP5txige34
https://www.youtube.com/watch?v=PcoA6akom1U&t=43s
O duo Tender Bender apresenta a sua música como “queer electro singsong pop punk”, o que quer dizer que pratica uma electro-pop com atitude punk e alguma aproximação ao hip-hop, sempre com temática feminista. Tal como com as Anarchicks, banda a que Aim pertence, as letras funcionam como uma chamada à acção e um recado ao inimigo: o patriarcado.

CLEMENTINE
Frankie Wolf: voz, baixo, guitarra; Lena Huracán: bateria, voz
https://www.youtube.com/watch?v=4cSoJSiR58E
https://www.youtube.com/watch?v=38xk7q1IzJc
Com inspiração assumida e declarada na tendência riot grrrls do rock, as Clementine reavivam o som de garagem e dão-lhe um cunho feminino, trazendo o punk para os nossos dias com uma frescura e uma autenticidade como há muito tempo não encontrávamos. Há algo no que fazem de Courtney Love, mas (blasfémia?) conseguem ser melhores do que Courtney Love.

evento: https://www.facebook.com/events/1649771225316394/

Fem Fest