Fem Fest

Data: 
Sat, 18/02/2017 - 15:00
Local: 
Smup Parede - Rua Marquês de Pombal 319 - Parede

Co-produção SMUP / Cultura no Muro
Programação: Rui Eduardo Paes

As músicas urbanas do nosso tempo não só são dominadas por homens como se tornaram tendencialmente machistas, misóginas e chauvinistas. Neste cenário, formar uma banda feminina é por si só um acto de denúncia e de emancipação. O FEM FEST vem demonstrar que há um outro modo de estar na música, reunindo alguns dos projectos que em Portugal estão a mudar o ADN do rock e da pop.

18 de Fevereiro | 15h00
Workshop: Autodefesa Feminina (com Caio Novaes)
Na recusa da vitimização como uma condição inerente à feminilidade, as sufragistas do Séc. XIX promoveram a aprendizagem do jiu-jitsu para fazerem face à violência machista. Na década de 1980, a banda de queercore Tribe 8 promovia sessões de autodefesa antes dos seus concertos. Aqui se repõe a prática, com Caio Novaes a transmitir técnicas de reacção ao abuso masculino. Para mulheres cis e trans, com inscrições através de geral [em] culturanomuro [dot] pt até ao dia 17 de Fevereiro.

18 de Fevereiro | 22h
SURMA
Surma: voz, teclado, electrónica, guitarra, baixo
https://www.youtube.com/watch?v=wlTbkMFWu78
https://www.youtube.com/watch?v=pgUPcdN7pzM
A música de Surma é muitas coisas em simultâneo, umas vezes fazendo lembrar o rock planante dos Sigur Rós ou dos Durutti Column e outras incorporando elementos da música ambiental, da pop electrónica, do pós-rock e mais. Surma canta e toca todos os instrumentos, lança “loops” atrás de “loops”, soma e diminui camadas, deixa-nos enlevados mas alerta.

PANELAS DEPRESSÃO
Cristiana Pinto: voz; Eva Ribeiro: acordeão, percussão, voz; Cinthia Matos: teclado, guitarra; Yo Shinybutt: baixo; Patrícia Guerra (bateria)
https://www.youtube.com/watch?v=PUfgaHkLk2o
https://www.youtube.com/watch?v=GO0na5MirkA
Um concerto das Panelas Depressão é uma performance completa, muito mais acontecendo no palco do que música. A começar pelos figurinos, gostando elas especialmente de se apresentar como respeitáveis burguesas de meia-idade. O som é punk, xunga e primário e a atitude é de desafio. Rapaz que esteja por perto nem sabe o que o espera.

evento: https://www.facebook.com/events/1649771225316394/

Fem Fest