Fui Conquistador. O nacionalismo pop nos anos 80 | Palestra

Data: 
Thu, 25/05/2017 - 18:30
Local: 
Biblioteca Municipal Fernando Piteira Santos - Av. Conde Castro Guimarães, 6 - Amadora

Em 1989, o conjunto pop-rock Da Vinci venceu o Festival RTP da Canção com a canção ‘Fui Conquistador’, cujo refrão referia: ‘Já fui ao Brasil, Praia e Bissau, Angola, Moçambique, Goa e Macau. Ai, fui até Timor, já fui conquistador’. O tema recriava alegoricamente a história dos Descobrimentos portugueses, povoando-a de visões conciliadoras e sem fracturas do período colonial. Em larga medida decalcado do caminho aberto pelo conjunto Heróis do Mar no início da década de 1980, que se distinguiram por adornar as suas performances com artefactos associados ao império português, os Da Vinci reforçaram uma mística da portugalidade, mostrando como a epopeia dos Descobrimentos encontrara na música pop um novo meio de transmissão e celebração.
Mesmo agrupando diversas sensibilidades e estéticas musicais, nesta comunicação pretende-se circunscrever e analisar os conjuntos pop-rock que procederam a uma releitura da História de Portugal mais próxima da celebração nacionalista do que de um distanciamento crítico, contribuindo assim para banalizar o nacionalismo português.

-----

MARCOS CARDÃO é investigador de Pós-doutoramento no Centro de Estudos Comparatistas da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (CEC – FLUL); autor do livro Fado Tropical. O luso-tropicalismo na cultura de massas 1960-1974 (Lisboa: Edições Unipop, 2014), e coautor de Gilberto Freyre: novas leituras, do outro lado do Atlântico (São Paulo: Edusp, 2015).

evento: https://www.facebook.com/events/1714337448865239/