Boxing Day * Santa Camarão * Belarmino

Data: 
Wed, 22/11/2017 - 18:30
Local: 
Tigre de Papel - Rua de Arroios, 25 - Lisboa

Boxing Day | Apresentação do livro Santa Camarão, de Xavier Almeida. Debate com o autor, Rahul Kumar, Mestre Paulo Seco e Marcos Farrajota. A partir das 21h30, exibição do filme Belarmino, de Fernando Lopes, seguida de conversa com Anne Leclercq
Quarta-feira, 22 de Novembro, às 18h30, na livraria Tigre de Papel | Entrada livre

No dia 22 dedicaremos a programação da Tigre de Papel ao boxe, com dois eventos. Uma conversa sobre o mais recente livro de Xavier Almeida, ‘Santa Camarão’, a partir das 18h30, e a exibição do clássico filme de Fernando Lopes, ‘Belarmino’.

18h30, apresentação de ‘Santa Camarão’
José Santa "Camarão" (1902-1963) foi um dos maiores boxistas do mundo e com uma história de vida avassaladora. Esquecido pelo tempo, Xavier Almeida propõe trazê-lo à memória com uma biografia baseada num caderno escrito pelo próprio Santa que relata a primeira parte da sua vida: da sua infância em Ovar à juventude em Lisboa, onde culmina com o início da sua vida profissional.
Esta é a parte menos conhecida do Santa Camarão, mas a mais épica. É neste período que se constrói a sua personagem e a sua carga melancólica, triste, solitária, perdida… e talvez a mais fascinante.
É de referir a colaboração de Pato Bravo (aka B Fachada, que por sua vez é aka Bernardo Fachada) no argumento desta banda desenhada. Uma colaboração com Almeida que já vem do tempo da Violência Electro-Doméstica.
Na conversa participarão Xavier Almeida (ilustrador e autor do livro), Rahul Kumar (sociólogo), Mestre Paulo Seco (boxista e treinador de boxe) e Marcos Farrajota (ilustrador e editora da Chili com Carne).

21h30, exibição de ‘Belarmino’, de Fernando Lopes
Documentário | 1964 | 72 min. | p/b | Portugal
Belarmino é o retrato de um lutador de boxe, antigo campeão, que ganha a vida a engraxar sapatos. É um filme sobre a solidão, o medo e a derrota. Mostra ainda o lado social de uma cidade: Lisboa. Uma cidade muito diferente da Lisboa das «comédias portuguesas». Fernando Lopes filmou, com enormes restrições orçamentais que, segundo o próprio, permitiram «uma enorme disciplina do olhar», a vida de um pugilista que conheceu algum sucesso nos anos 1960, tendo mesmo combatido no estrangeiro, mas logo regressou à miséria do bas-fond lisboeta.
A seguir à exibição contaremos com o comentário de Anne Leclercq, cineasta luso-belga radicada em Lisboa e habitual dinamizadora das exibições de cinema na Tigre de Papel.

evento: https://www.facebook.com/events/1502687919851765/