Uma maternidade livre e sem culpas + Boas práticas obstétricas

Data: 
Sat, 17/03/2018 - 10:00
Local: 
Rés da Rua - Rua Álvares Cabral, 263 - Porto

10h Uma maternidade livre e sem culpas (sujeito a inscrições)
12h30 Boas práticas obstétricas: propostas para todas

As crianças terão um espaço próprio gratuito para brincarem, assegurado pelo Play - Brincar para Crescer.
Pedimos envio de email com o número e idade das crianças para
play [dot] brincarparacrescer [em] gmail [dot] com

>>> Sobre UMA MATERNIDADE LIVRE E SEM CULPAS <<<
Oficina dinamizada por Asas de Arco-Íris

No nosso âmbito de trabalho com famílias e mulheres, temos constatado que, embora mais livres e autónomas do que em tempos passados, continuam cativas nas suas escolhas, sobretudo na parentalidade. Muitas mulheres sentem-se julgadas: ou por não serem mães, ou por serem mães e profissionais, ou por se dedicarem a cuidar da família em exclusivo. Com tantos julgamentos e exigências externas e internas, surge confusão, insegurança e esgotamento.
Nesta oficina, cada mulher terá a oportunidade de encontrar as respostas necessárias para que possa ser quem é, escolhendo o que mais sentido faz para a sua vida, sem culpa. Temos comprovado que um ambiente de entreajuda e colaboração, onde a aprendizagem se constrói com a partilha autêntica e sem julgamento das participantes, permite-nos sentir que não estamos sozinhas e a nossa força interior cresce.

Para garantir um melhor aproveitamento da oficina limitamos a 15 o número de participantes.
Pedimos para trazerem um caderno para anotarem as reflexões e aprendizagens.
A oficina é direccionada a mulheres que se questionem sobre a sua maternidade, atual ou futura.

Inscrições obrigatórias por mail para fala-nos [em] asasdearcoiris [dot] com

>>> Sobre BOAS PRÁTICAS OBSTÉTRICAS: PROPOSTAS PARA TODAS <<<
Mesa redonda com CAIPS, Associação Portuguesa pelos Direitos da Mulher na Gravidez e Parto, Ana Fonseca, Alexandrina Mendes

Acreditamos que todas as mulheres merecem ser tratadas com respeito nos serviços de saúde materna, onde brilhem a dignidade, autonomia, privacidade e respeito. Onde cada mulher seja apoiada e cuidada no seu momento de gravidez, parto e pós-parto.
Desde a experiência da Associação Portuguesa pelos Direitos da Mulher na Gravidez e Parto (APDMGP), passando pelos conhecimentos da obstetrícia baseada em evidência e respeitosa ou pela prevenção laboral da exposição a riscos químicos, físicos e biológicos que condicionem o processo da gravidez e pelos direitos da mulher nesta fase da vida, terminando no olhar atento da psicologia, são algumas das propostas de partilhas nesta tertúlia, sobre as quais pretendemos debater conjuntamente.
A escuta ativa, a comunicação eficaz, a proteção durante a gravidez na prevenção de riscos profissionais, a empatia nos atos, a informação oportuna e verdadeira dos benefícios e dos riscos dos procedimentos são alguns dos valores que acreditamos serem fundamentais para um parto digno e respeitado, no qual as mulheres possam em consciência e empoderadas, sem qualquer tipo de pressão, culpa ou desinformação, ser as protagonistas da sua gravidez, parto e pós-parto.

evento: https://www.facebook.com/events/152403392138588/