Corpos para além da linha abissal. Feminismos e epistemologias do Sul

Data: 
Thu, 28/06/2018 - 17:00
Local: 
Sala 2, CES | Alta - Coimbra

Encerramento do Gender Workshop Series VIII

Corpos para além da linha abissal. Feminismos e epistemologias do Sul

28 de junho de 2018, 17h00

Sala 2, CES | Alta

Intervenções: Catarina Martins (Investigadora CES/ FLUC), Marie Claire de Mattia (Doutoranda em «Materialidades da Literatura»), Carla Panico, Eliana Milagros, Emiliana Marques, Hjalmar Joffre-Eichhorn, Isabela Lemos, Marco Túlio Carvalho, Maria Mercone, Patricia de Menezes, Rita Pais e Rubéns Solís (Doutorandas/os em «Pós-Colonialismos e Cidadania Global»).

Resumo

A presente sessão do gender workshop parte da leitura coletiva do romance “Niketche. Uma História de Poligamia”, de Paulina Chiziane, de Moçambique, para interrogar o próprio conceito de corpo, tal como se apresenta neste texto e nas organizações sociais e dinâmicas de poder que evoca. Pretendemos responder ao desafio de Boaventura de Sousa Santos, que critica a razão ocidental moderna como uma razão abissal, a qual produz como inexistente o mundo colonizado e invalida os saberes destas geografias, no sentido da abertura a epistemologias do Sul, que promovam a justiça social e cognitiva através de uma ecologia de saberes.

Este desafio, todavia, deve ser entendido como um alargamento dos conceitos preconizados por Santos a dimensões feministas que aqueles não compreendem. No centro da reflexão estará o conceito de corpo enquanto um dos elementos da dicotomia central do pensamento da modernidade ocidental – a dicotomia mente / corpo - , a qual suporta também todo o edifício dos direitos humanos e é axial às múltiplas formas de emancipação formuladas pelos feminismos. A literatura de mulheres africanas – da qual “Niketche” é um exemplo - aponta para outros saberes sobre os corpos que suscitam novos entendimentos sobre velhas e novas reivindicações feministas, a partir de contextos e cosmovisões do Sul, bem como modos diferentes de formulação dos debates em torno de algumas lutas ou condições das mulheres.

A sessão terá o formato de oficina, em que os/as participantes serão convidados/as a refletir sobre pensamentos alternativos sobre corpos e noções feministas, a partir de trechos do romance sugeridos pelos/as dinamizadores da sessão ou pelos/as próprios participantes.

Este trabalho foi inicialmente desenvolvido na disciplina “Estudos Pós-Coloniais no Espaço da Língua Portuguesa” do Programa de Doutoramento «Pós-Colonialismos e Cidadania Global».

Sugestões de leitura:
Chiziane, Paulina (2004), Niketche. Uma História de Poligamia. São Paulo: Companhia das Letras.
Tamale, Sylvia (2007), “The Right to Culture and the Culture of Rights: A Critical Perspective on Women’s Sexual Rights in Africa”, in Adili Zia; Billy Kahora (orgs.), Sex Matters. Urgent Action Fund – Africa.

[Para ter acesso aos textos em discussão deverá enviar um e-mail para gw [em] ces [dot] uc [dot] pt]

https://ces.uc.pt/pt/agenda-noticias/agenda-de-eventos/2018/corpos-para-...