Visita na Serra da Freita : Natureza e Paisagem em Vale de Cambra

Data: 
Sat, 27/10/2018 - 10:30
Local: 
Paços do Concelho de Vale de Cambra

Visita na Serra da Freita
NATUREZA E PAISAGEM EM VALE DE CAMBRA
SÁBADO 27 DE OUTUBRO 2018

Para qualquer visita ou caminhada organizada pela Campo Aberto, pressupõe-se que o participante inscrito conhece e concorda com as condições gerais de participação:

http://www.campoaberto.pt/paginas-secundarias/instrucoes-inscricoes/

Com a colaboração da Câmara Municipal de Vale de Cambra e da Associação para o Desenvolvimento Turístico e Cultural de Paraduça, e ainda o apoio da Associação Rede Scientiae, a Campo Aberto realiza uma visita ao concelho de Vale de Cambra que é simultaneamente um convite a começar a descobrir o seu património natural, paisagístico e cultural.

Quando?
Como participar?
Como deslocar-se?
Qual a hora e local de encontro dos participantes?
Qual o programa e motivos de interesse?
(pode ver também: http://www.campoaberto.pt/2018/05/12/visitas-e-caminhadas-2018/)

QUANDO?
No sábado, 27 de outubro, das 9:00 (partida) até às 17:30 (regresso).

COMO PARTICIPAR?
Inscrições até quarta 24 de outubro o mais tardar.
Enviar nome completo e data de nascimento dia-mês-ano (por motivo de seguro coletivo contratado pela organização), email e telefone de contacto de cada pessoa a inscrever, para o email:
atividadesca [em] gmail [dot] com

Indicar na inscrição se participa no almoço em Paraduça (ver adiante). Em alternativa ou em complemento, levar farnel (a cargo do participante).

Juntar comprovativo de envio de montante de participação nas despesas gerais da associação. A participação é gratuita para crianças e jovens até à véspera de atingirem 18 anos, quer sejam acompanhados por sócios quer por não sócios.

Sócios: €4,00 Não sócios €6,00

IBAN: PT50 003507300003575610354

COMO DESLOCAR-SE?
A deslocação é feita no sistema de boleias partilhadas. Por isso é indispensável que indique na inscrição, para cada pessoa a inscrever: 1- se se desloca em veículo próprio e se nesse caso dispõe de lugares vagos para outros participantes e quantos, ou se admite fazê-lo caso possa desse modo proporcionar lugares a participantes sem carro mesmo que à partida preferisse ser passageiro e não condutor; 2- se só poderá deslocar-se se puder dispor de lugar em veículo de outro participante.

A Campo Aberto não interfere no acordo entre condutor e passageiro, pondo-os no entanto em contacto. Os custos de combustível e portagens são a partilhar entre os ocupantes.

QUAL A HORA E LOCAL DE ENCONTRO DOS PARTICIPANTES?

A atividade em Vale de Cambra inicia-se às 10:30 nos Paços do Concelho. Os participantes vindos da região do Porto ou de locais exteriores ao concelho a visitar (inscritos) agrupar-se-ão às 10:15 no exterior dos Paços do Concelho. Calculamos por isso que será conveniente saírem do Porto (ou local a distância equivalente) não depois das 9:15. No entanto, temos a indicação de que pela A32 chega-se em 45 minutos a Vale de Cambra. Há que contar porém com o tempo para o agrupamento à partida e para a localização, ao chegar, do local exato bem como para o estacionamento.

Localização dos Paços do Concelho de Vale de Cambra:
https://www.google.com/maps/place/Paços+do+Concelho+de+Vale+de+Cambra/@40.8501398,-8.3938324,15z/data=!4m5!3m4!1s0x0:0xe83e93265573017b!8m2!3d40.8501398!4d-8.3938324?hl=en

QUAL O PROGRAMA E MOTIVOS DE INTERESSE?

10:30
Apresentação de breve panorama do património natural e paisagístico do concelho de Vale de Cambra, a cargo do Pelouro do Ambiente do município. Apresentação pela Campo Aberto do livro «Espaços Verdes e Vivos - um futuro para a Área Metropolitana do Porto»

12:45
Partida para Paraduça, pequena aldeia da freguesia de Arões

13:00
Almoço com a colaboração da Associação para o Desenvolvimento Turístico e Cultural de Paraduça, com caldo à lavrador, broa, rojões, vinho verde da terra e água e café à moda antiga (em panela). Cervejas e sumos serão pagos adicionalmente, no ato da entrega. O preço por pessoa será de 5€, pagos diretamente no local à Associação de Paraduça. Em alternativa ou complemento, o participante pode optar por levar o seu farnel.

14:30
Início de caminhada: percurso circular em torno da aldeia, com destaque para a zona das hortas e visita aos moinhos de rodízio, num total de 4,6km. Ao longo de cursos de água e em terreno sem grandes desníveis.

À ida para Paraduça ou no regresso, haverá uma ou outra paragem curta para contemplação de pontos de interesse da Serra da Freita.

17:30
Regresso ao Porto ou outro local de partida.

Motivos de interesse
Paraduça é uma pequena aldeia da freguesia de Arões, concelho de Vale de Cambra, situada entre as Serras da Arada e do Arestal, no cimo de um monte onde corre a Oeste a Ribeira de Paraduça̧ e a Nordeste a Ribeira de Agualva. Ambas as Ribeiras confluem com o Rio Teixeira que corre a Leste da aldeia.

Os vales encaixados e a impressionante biodiversidade destes cursos de água em contraste com os desníveis do maciço montanhoso criam um cenário de excelência, no qual se destacam alguns recantos como a cascata do Poço do Linho, localizada à entrada da aldeia, na Ribeira de Paraduça; as margens do Vale da Ribeira de Agualva, que alberga uma das mais belas florestas da região, ou os vários Poços do Rio Teixeira, considerado um dos rios mais bem preservados da Europa. Sobre estes locais pode consultar mais informações no site da Rota da Água e da Pedra (www.rota-ap.pt).

Rota dos Moinhos de Paraduça
Em 2004 foram recuperados 5 dos moinhos que serviam a aldeia de Paraduça (o Moinho do Cabo, o das Bouças, o da Cavada, o do Burmeiral e o do Castelo). Todos eles são alimentados pela mesma levada de água, com origem na Ribeira de Paraduça, localizando-se a Noroeste da Aldeia, em área agrícola.

Em termos estruturais, estes moinhos de rodízio apresentam paredes em granito e telhados de lousa. O engenho é composto por um único casal de mós. Quando foram recuperados, pela Associação de Desenvolvimento Turístico e Cultural da aldeia, os moinhos estavam na sua grande maioria abandonados e em acelerado estado de degradação. Atualmente quatro desses moinhos encontram-se em funcionamento, sendo regularmente utilizados pela população, e um quinto moinho foi exteriormente recuperado, no entanto não possui sistema de moagem.

A Campo Aberto agradece a colaboração da Câmara Municipal de Vale de Cambra, em especial do Vereador do Ambiente, José Alexandre Pinho, e da Associação para o Desenvolvimento Turístico e Cultural de Paraduça, bem como o apoio da Associação Rede Scientiae, em especial Tiago Fernandes e Cláudia Almeida
Ver também:

http://www.campoaberto.pt/2018/05/12/visitas-e-caminhadas-2018

Campo Aberto - associação de defesa do ambiente

Instituição de utilidade pública, organização não-governamental de ambiente
sem fins lucrativos
www.campoaberto.pt 918527653