IV Congresso do Bombo

Data: 
Sat, 24/11/2018 - 09:30
Local: 
Seixal

IV CONGRESSO DO BOMBO
SEIXAL 24 e 25 NOVEMBRO

Caros amigos do Bombo,

Após a realização de 3 congressos anteriores, a quarta edição do Congresso do Bombo irá apresentar a Candidatura da Construção e Práticas Tradicionais Colectivas dos Bombos em Portugalao ao Inventário Nacional do Património Cultural com vista á futura candidatura à Lista Representativa do Património Cultural Imaterial da Humanidade (UNESCO - Convenção para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial - CONVENÇÃO 2003).

Esta candidatura justifica-se por ser a prática dos Bombos um vasto conjunto de manifestações e de expressões de carácter intangível e que têm a memória como meio de preservação e a oralidade como meio de transmissão. No âmbito do IV Congresso do Bombo, uma equipa formada por professores, eruditos, músicos e tocadores tradicionais, irá criar um espaço de encontro e partilha, e debater os temas mais actuais acerca do Património Imaterial, e sobre o significado dos processos de patrimonialização das expressões tradicionais e os efeitos destes processos nas comunidades locais.

Desde 2015, o Congresso do Bombo é um dos grandes destaques da agenda cultural Portuguesa. Organizado pelo Tocá Rufar, contou com três edições: Lisboa (2015), Fundão (2016) e Amarante (2017). Na sua quarta edição, o evento irá realizar-se no dia 24 de Novembro de 2018 no Auditório dos Serviços Municipalizados da Câmara Municipal do Seixal das 9h30 às 18h00 e no dia 25, no Núcleo Histórico do Seixal, as famílias poderão participar nos diversos workshops, e assistir a actuações dos grupos. Pela tarde, com início às 15h, realiza-se um gradioso desfile com 300 bombos, pelas ruas do Seixal, com início nas instalações da Câmara Municipal.

O IV Congresso do Bombo, que conta com o Alto Patrocínio da Presidência da República, tem como objectivo unir entidades, artistas e indivíduos ligados à percussão tradicional portuguesa e com preocupações, objectivos e ideais comuns, e proporcionar a troca de ideias e de discussão da evolução desta pratica.

Ao longo dos dois dias de actividades serão debatidos tópicos como a integração das expressões culturais tradicionais nos sistemas educativos e de formação profissional e as formas inovadoras de ensino inspiradas na cultura tradicional. Serão ainda levantadas questões como “quem são os compositores e os tocadores, os grupos tradicionais e as orquestras de percussão contemporâneas” e de que maneira a música pode ser criadora de riqueza, contribuindo para o produto interno bruto e para a oferta de emprego em diferentes sectores de aplicação, dos especificamente musicais (ensino, espectáculos e edições) aos derivados, pela quase universalidade da sua utilização em contextos lúdicos, comerciais, terapêuticos e identitários.

“Os Congressos do Bombo pretendem marcar um ponto de viragem no movimento das orquestras de percussão tradicional portuguesa assente em 3 determinações fundamentais. A primeira consiste na canalização do saber e das competências associados às percussões tradicionais portuguesas e à sua prática e viabilizar a sua difusão, a segunda, em reafirmar os bombos tradicionais enquanto génese e razão deste movimento – impondo, de alguma forma, a enunciação dos elementos fundamentais deste património e a sua preservação - e, por fim, em reconsiderar o futuro artístico-cultural, educativo e económico deste movimento”. (Maria Ceia).

Vemo-nos lá.
Um abraço, Rui Júnio

evento: https://www.facebook.com/events/328309187720450/