A ameaça nazi que surge dos escombros da crise grega

No choque, as pessoas perdem os seus antigos pontos de orientação. Elas estão abertas a novas políticas, de direita ou de esquerda”. A frase do filósofo e psicanalista esloveno Slavoj Zizek no seu livro mais recente, “Vivendo no Fim dos Tempos” (Boitempo), encaixa-se como uma luva na atual conjuntura da Europa em crise.

Artigo dos jornalistas Caio Zinet e Gabriela Moncau, publicado em DiárioLiberdade.

Lê o artigo aqui

Lê também:

Atenas: Cenário de Guerra

Migrantes visados por entre o crescimento dos extremistas gregos

Iraquiano assassinado em ataque de ódio racial

Mais de 500 ataques fascistas contra migrantes nos últimos seis meses

Sede de partido neo nazi atacada

A ameaça nazi que surge dos escombros da crise grega
PublicarMelodias