[JULGAMENTO ADIADO!!] Ana Nicolau em julgamento por expressar opinião

ACTUALIZAÇÃO: Mensagem no mural de Facebook de Ana Nicolau
"gente boa,
às 14:30 do dia 1 de março, fui informada pelos meus advogados do adiamento do meu julgamento, que estava marcado para as 14:00 do dia 2.
quando houver nova data comunico.
ajudem-me a espalhar, para já, esta informação, por favor.
obrigada.
(.por tudo.)"

Via Observatório do Controlo e Repressão

No dia 11 de Março de 2015, um grupo de pessoas interrompeu o então Primeiro-Ministro, Pedro Passos Coelho, que falava na Assembleia da República, com gritos de “demissão”. Uma acção claramente de protesto e que durou menos de 1 minuto (ver vídeos) leva agora o estado, através do Ministério Público, a acusar a cidadã Ana Nicolau de “crime de perturbação do funcionamento de órgão constitucional” (artigo 334º do código penal).

Em pouco menos de um ano houve pessoas que perderam tempo a identificar, a inquirir e a acusar uma pessoa que se manifestou na “casa da democracia”.

Existindo uma preocupação tão grande com os custos da justiça (e de toda a administração pública), é de salientar o zelo com que se perseguem pessoas que se manifestam, que não calam a sua revolta e que lutam pelos seus direitos e ideais.

Não deixa de ser irónico que um primeiro-ministro, um governo e uma
assembleia que por nove vezes tiveram problemas com a constitucionalidade das leis que produziram e votaram, sejam o epicentro de uma acusação a uma pessoa que, por se manifestar, poderá ser condenada a cumprir uma pena até 3 anos de prisão.

É inadmissivel que num estado dito democrático expressar uma opinião possa conduzir a uma pena de prisão.

O julgamento por Perturbação do Funcionamento de Órgão Constitucional, marcado inicialmente para 2 de Março, foi adiado

https://www.youtube.com/watch?v=W-uR9KWWyBQ

http://videos.sapo.pt/SrF4FJ63vwJAtgHRTdZi

[JULGAMENTO ADIADO!!] Ana Nicolau em julgamento por expressar opinião
Vídeo: 
Ver vídeo

Comentários

89 pessoas foram condenadas

Entre 2007 e 2013, 89 pessoas foram condenadas por "perturbação de funcionamento de órgão constitucional".

http://www.publico.pt/politica/noticia/quando-o-exercicio-da-democracia-...

Submeter um novo comentário

O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para confirmar se és uma pessoa ou não e para prevenir publicaçãos automatizadas