[1 a 11 de fevereiro] Longa Marcha, Liberdade para Ocalan - Reconhecimentos para o Curdistão

#LiberdadeOcalan AMANHÃ Longa Marcha, Liberdade para Ocalan- Reconhecimentos para o Curdistão | 1 a 11 Fevereiro 2017 entre #Luxemburgo e #Estraburgo | A Guilhotina.info vai transmitir em directo a conferência de imprensa de amanhã pelas 9h ( -1 em Portugal).

Plataforma de Solidariedade com os Povos do Curdistão
Guilhotina.info

[ENGLISH BELLOW]

A causa curda chegou agora a uma fase onde a sua luta por democracia, coexistência de grupos nacionais e religiosos, ecologia e libertação das mulheres trouxe resultados positivos. Por outro lado devido à actual situação em diferentes partes do Curdistão, como Bakur- Turquia e Rojava- Síria, e no Médio-Oriente, a população Curda e outras populações na região encaram desafios de dimensão radical. As pessoas do Curdistão e os seus movimentos de libertação estão agora a confrontar uma grande ameaça.

Para aumentar a consciência da opinião pública mundial, as/os amigas/os das pessoas curdas organizam uma longa marcha, agendada entre os dias 1 e 11 de Fevereiro de 2017. A marcha vai iniciar-se no Luxemburgo e ruma a Estrasburgo. As pessoas que vão participar na marcha chegarão a Estrasburgo no dia 11 de Fevereiro, onde milhares de Curdas/os e amigas/os vão convocar um enorme manifestação para protestar a prisão de Ocalan, e todas/os as/os presas/os políticas/os da Turquia.

Ocalan foi raptado a 15 de Fevereiro de 1999 numa conspiração internacional co-organizada pelo estado Turco, os Estados Unidos da América e alguns estados europeus. A intensa tortura psicológica e física a que foi sujeito ao longo dos últimos 18 anos chegou a um ponto crítico, com ainda mais restrições impostas à sua prisão em regime de solitária. Existem sérias preocupações com a sua vida, de acordo com notícias divulgadas, ele está em perigo de eliminação física, no seguimento de um conluio feito pelos partidos islamitas e nacionalistas (AKP-MHP). Isto é também uma razão subjacente acerca do porquê do debate em torno da reintrodução da “pena de morte” ter voltado a aparecer na Turquia.
Como resultado desta aliança, Turquia e o Curdistão estão a batalhar uma séria guerra de desgaste que se está a desenrolar desde 24 de Julho de 2015. Tendo observado a trajectória dos eventos daí em diante, é inevitável de notar a brutalidade com a qual conduziram esta guerra suja no Curdistão, perseguindo tudo e todas/os ligadas/os aos povos do Curdistão. Municipalidades são capturadas, deputadas/os municipais e membros do parlamento são presos sob os pretextos mais dúbios e, agora, um plano nefasto para a eliminação do líder nacional Curdo foi delineada.

->Com esta Longa Marcha e a Manifestação, pretendemos dar foco à questão Curda no geral, e à situação do Öcalan em particular.

->A nossa marcha longa têm como objectivo obter apoio internacional para demonstrar ao AKP que o destino do Ocalan não é apenas uma questão interna turca, é uma questão de preocupação internacional. Portanto, qualquer dano feito ao Ocalan provocará o repúdio internacional e a condenação pública.

->Também realçamos que o facto de que a liberdade do povo Curdo também depende na liberdade de todas/os presas/os políticas/os, incluíndo Öcalan, por isso, apelamos à Comissão Europeia (CE) e ao Comité Contra a Tortura (CCT) para cumprirem as missões que lhes estão destinadas

->Apelamos às instituições e indivíduos, que sustentem os valores universais de democracia, liberdade, justiça, paz, e Direitos Humanos, para se posicionarem em solidariedade com as nossas demandas.

->Apelamos à imprensa e ao público a demonstrarem a sua sensibilidade, apoio e solidariedade.
Fonte | European Kurdish Democratic Societies Congress

ENG
#FreeOcalan Long March, Freedom for Ocalan - Status for Kurdistan | 1st to 11th February 2017 between #Luxemburg and #Strasbourg | Tomorrow Guilhotina.info will be streaming the press conference in #Luxemburg

The Kurdish cause has now reached a phase where its struggle for democracy, co-existence of national and religious groups, ecology and women’s liberation has brought positive results. On the other hand, due to the current situation in different parts of Kurdistan, like Bakur-Turkey and Rojava-Syria, and in the Middle East, the Kurds and other populations in the region face challenges of a most radical dimension. The peoples of Kurdistan and their Liberation Movement are now confronting a great menace.

To raise the awareness of the world public opinion, the friends of Kurdish people have organised a Long March, scheduled for between 1st to 11th February 2017, starting from Luxemburg, proceeding to Strasbourg. The participants of the March will arrive at Strasbourg on 11th February, where thousands of Kurds and their friends will convene in a big Rally to protest the arrest of Mr Ocalan, and all political prisoners in Turkey.

Ocalan was abducted on 15 February 1999 in an international conspiracy co-organised by the Turkish state, the US and some EU member states. The intense psychological and physical torture he has been subjected to for the last 18 years has reached a critical point, with further restrictions imposed on the condition of his solitary confinement. There are serious concerns about his life, as according to leaked news, he is in danger of physical removal, following a collusion made by the Turkish Islamic and Nationalist parties (AKP-MHP). This is also the underlying reason as to why the debate on the reintroduction of “death penalty” has made its appearance in Turkey.

As a result of this alliance, Turkey and Kurdistan are experiencing a serious war of attrition that has been going on since 24 July 2015. Having observed the trajectory events thereafter, one cannot but note the brutality with which they have conducted this dirty war in Kurdistan, targeting everything and everyone connected to the Kurds. Municipalities are seized, the deputy mayors and Members of Parliament are being jailed under the lamest of pretexts, and, now, an ominous plan for the elimination of national Kurdish leader has been outlined.

With this Long March and the Rally, we intend to draw further attention to the Kurdish issue in general, and to Ocalan’s situation in particular.

-> Our Long March is aiming to garner international support through which to communicate to the AKP that the fate of Ocalan is not so much an internal matter to Turkey alone as a matter of international concern. Therefore, any harm done to him will draw international outrage and public condemnation.

-> We also emphasise the fact that the freedom of the Kurdish people is also dependent on the freedom of all political prisoners, including Ocalan, and, thereby, call upon the EC and CPT to fulfil their related missions.

-> We call upon the institutions and individuals, who uphold the universal values of democracy, freedom, justice, peace, and human rights, to be in solidarity with our demands.

-> We call upon the press and public to demonstrate their sensitivity, support and solidarity.

Source | European Kurdish Democratic Societies Congress

[1 a 11 de fevereiro] Longa Marcha, Liberdade para Ocalan - Reconhecimentos para o Curdistão

Comentários

Submeter um novo comentário

O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para confirmar se és uma pessoa ou não e para prevenir publicaçãos automatizadas