Urgente - Começaram as expulsões, a zad apela à mobilização

rotulado com

Em janeiro passado, o abandono do projecto de aeroporto de Notre-Dame-des-Landes marcou o sucesso duma das maiores lutas de França. Lançou um eco de esperança a todas as que lutam contra o capitalismo e a pilhagem da terra, pela ecologia e a emancipação. Hoje, o governo francês vinga-se das centenas de pessoas que há uma década ocupam e vivem nestes prados e bosques, onde cultivam a terra, experimentam uma sociedade igualitária e resistem “contra o aeroporto e o seu mundo”. Milhares de polícias, blindados e helicópteros estão a expulsá-las violentamente. Estão marcadas dezenas de concentrações de solidariedade. Reproduzimos o comunicado dos e das habitantes da ZAD.

segunda-feira, 9 abril 2018

Começou uma nova tentativa de expulsões na zad de Notre dame des landes. Desde as 3h da manhã, a operação foi desencadeada em toda a sua brutalidade: intermináveis filas de carrinhas azuis, carros blindados, lacrimogénios, primeiros feridos e primeiras detenções. A polícia anunciou que os jornalistas estavam estritamente interditos "em todo o dispositivo" e bloquearam-lhes o acesso ao local. Afirmaram que recolha de imagens estava proibida e que os meios de comunicação se deveriam contentar com aquelas fornecidas pela polícia.

Estas expulsões confirmam a pretensão do governo em restabelecer o direito ao mesmo tempo que o atropela brutalmente. O município não se dignou sequer deixar a possibilidade aos e às habitantes da zad de terem acesso às bases mínimas do direito à habitação, nomeadamente aos procedimentos nominativos e contraditórios em caso de vontade de expulsão.

O lamentável jogo duplo da administração mostra-se hoje em toda a sua hipocrisia: anuncia a procura duma evolução "serena e apaziguada da situação" enquanto envia para aqui 2500 polícias para arrasar os habitats. Anunciam-nos uma triagem que se vai operar segundo categorias que são puras ficções, que não respondem a nada senão às necessidades do story telling repressivo no qual o governo se fechou. Aqui não há radicais dum lado e agricultores do outro, mas um conjunto de formas interligadas de partilhar este território. Contrariamente ao que afirma [o ministro do interior] Gérard Collomb, ninguém se regularizou individualmente nas últimas semanas em detrimentos dos outros. O conjunto do movimento propôs um quadro de convenção colectiva para o conjunto dos habitantes e projectos.

Mas o governo não podia simplesmente admitir que o projecto de aeroporto era inútil, precisava absolutamente de se vingar daqueles que o forçaram a esse abandono. A terra está a morrer, as formas económicas mais brutais atrofiam as nossas vidas, e por toda a parte há pessoas que aspiram a sair deste estado de coisas. Elas foram 30 mil no dia 10 de fevereiro a vir comprometer-se em apoiar o futuro da zad. Mas esta manhã a mensagem política do governo é claríssima: não deverá ser deixada nenhuma possibilidade a espaços de experimentação.

A nossa cólera é esta manhã profunda face ao lamentável desperdício que representa a empenhada destruição das casas e espaços de vida que aqui construímos. A nossa emoção é grande à ideia de que a experiência colectiva da zad seja posta em perigo pelo rebentamento policial. No entanto, a zad não desaparecerá. Nós vivemos aqui, estamos enraizados a este bosque e não vamos partir. Saudamos a coragem das pessoas que já se juntaram a nós sobre o terreno e que responderam aos apelos. Em 2012, a arrogância esmagadora do Estado acabou por se voltar contra ele. [Em resposta à brutal operação César, pela qual milhares de polícias expulsaram a zad, um mês depois dezenas de milhares de pessoas vieram de toda a parte para reocupar e reconstruir a zona]

Num contexto de crescimento das greves, manifestações, ocupações em todo o país, apostemos que a expulsão de Notre Dame des Landes se tornará um novo motor da revolta que se difunde aqui e agora. Esta operação de destruição voltar-se-á de novo contra os seus autores.

Apelamos a todos e todas as que puderem para que se juntem a nós imediatamente ou nos próximos dias na zad. Mais de 80 concentrações estão já previstas por toda a frança esta noite – em Nantes e Rennes às 18h, entre outros. A resposta face a estas expulsões far-se-á igualmente Uma manifestação etá convocada para Nantes este sábado, e uma convergência na zad este fim-de-semana.

Segue os acontecimentos em
https://zad.nadir.org/
https://twitter.com/NONago_NDDL/lists/nddl-zadforever
https://twitter.com/ZadStreet

Comentários

Submeter um novo comentário

O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para confirmar se és uma pessoa ou não e para prevenir publicaçãos automatizadas