Revolução em Rojava: ciclo de conversas com Anja Flach

Nos últimos anos, todos os olhares se têm voltado para o Curdistão, mais especificamente Rojava, no norte da Síria. A enorme e mediática resistência da cidade de Kobane contra o Daesh mostrou também um projecto de autonomia confederalista e anti-capitalista, com as mulheres na linha da frente da sua própria libertação. A história destes povos é, contudo, muito mais longa, e marcada por longas perseguições por vários Estados. É exemplo disso a ofensiva turca em Afrin a que assistimos no início deste ano.

Anja Flach foi internacionalista de 1995 a 1997 nas montanhas do Curdistão, onde partilhou a vida das unidades de guerrilha do movimento de libertação do Curdistão. Com base nos seus registos diários desse período, publicou um livro em 2003 "Jiyanekê din – outra vida. Dois anos com o exército de mulheres Curdas". Em 2007, ela publicou “Mulheres na Guerrilha Curda. Motivação, Identidade e Relações de Género no Exército de Mulheres do PKK”. Neste livro, sendo uma breve versão da sua tese de Mestrado no Departamento de Etnologia da Universidade de Hamburgo, a autora entrevistou as mulheres Curdas que participaram em várias fases da luta da guerrilha do PKK. Em 2015 ela publicou com Michael Knapp e Ercan Ayboga “Revolução em Rojava, Autonomia Democrática e Libertação das Mulheres no Curdistão.

28 de junho - Setúbal
29 de junho - Lisboa
30 de junho - Coimbra
2 de julho - Porto

Comentários

Submeter um novo comentário

O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para confirmar se és uma pessoa ou não e para prevenir publicaçãos automatizadas