02/05/2016 - 13:53

Um estudo em 26 voluntários detectou a presença de glisofato na urina, em valores superiores a qualquer outros países europeus. Como exemplo, os valores são 20 vezes superiores aos detectados na população da ‪#‎Alemanha‬ e ‪#‎Suiça‬. Em 2014 foram vendidas 1600 toneladas de glisofato, sendo que 89 câmaras municipais o utilizam. Em 2015 a ‪#‎OMS‬ declarou o glisofato como sendo um carcinogéneo provável. Várias ONG já tinham indicado que o glisofato é uma substância cancerígena e de elevada toxicidade.

107 leituras | 0 comentários
01/05/2016 - 21:43

Durante quase toda a sua história a Universidade produziu o discurso conveniente ao Estado onde se insere – o discurso hegemónico - e continua a fazê-lo agora, com as adequações próprias introduzidas pelo capitalismo de hoje.

nesta ligação

http://grazia-tanta.blogspot.pt/2016/04/a-universidade-como-instrumento-...

Educação
117 leituras | 0 comentários
01/05/2016 - 13:41

Incita e conspira contra toda a ordem social existente desta apodrecida sociedade!

Solidariedade xs compas antiautoritárixs e combatentes da Nova Anarquia que encorajam a guerra social!

Solidariedade xs presxs políticxs da Grécia, xs compas da CCF, FAI/FRI e afins da nova guerrilha urbana.

Lado a lado com xs prófugxs caídxs e de pé na guerra internacional fora ou dentro das masmorras do estado pela dispersão do Novo que avança, a consolidação da organização informal!

Por uma viagem sem retorno, nenhum passo atrás!

anarquismo, Brasil
125 leituras | 0 comentários
01/05/2016 - 13:15

Punhos cerrados, recusa-se a escravidão, o terrorismo de estado, o fascismo quotidiano, a bestialidade de quem não se digna ser HUMANO ou HUMANA. O mundo é muito feio.!...

.... Mas está na nossa natureza a mudança. Estamos sós perante isso, perante essa infinita liberdade. O que muitas vezes assusta é esse assumir do caminho, caminhada incógnita, onde te vais transformando continuamente, onde tu és o único ou única companheiro/a na viagem. E mudas, e já não és o mesmo ou mesma no virar da curva...

180 leituras | 2 comentários
30/04/2016 - 12:09

Miguel Real Jr. "O jurista, (que é um dos signatários do pedido de impeachment contra a Dilma, começou sua manifestação, permeada por um discurso político, com um desagravo às vítimas do torturador Brilhante Ustra, idolatrado pelo deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) na votação da ação de impedimento na Câmara, e disse que atualmente o Brasil vive uma "ditadura insidiosa da propina e do gosto do poder", que "não vê limites" para permanecer no controle do país. "Faço um desagravo por aqueles que foram vitimados por Ustra e aos que sobreviveram.

106 leituras | 0 comentários
29/04/2016 - 22:14

Que polarização nos interessa?

19 de abril de 2016   


Se não estamos satisfeitos com o modo como a “polarização” está montada, com as “opções” que estão postas, precisamos afirmar urgentemente a necessidade de construção de uma outra alternativa. É hora do antagonismo de classes voltar à tona. Por GI2E2*

A ofensiva pelo aumento da exploração e a necessidade do fortalecimento das lutas populares

106 leituras | 0 comentários
29/04/2016 - 14:15

COMUNICADO DA CAMPO ABERTO
SUPERAR O DIFERENDO COM OS CIDADÃOS
– UM DESAFIO À CÂMARA MUNICIPAL DE V. N. DE GAIA

Perante a controvérsia recentemente surgida sobre o Festival Marés Vivas em Vila Nova de Gaia, e as suas implicações para a conservação da biodiversidade e para o cumprimento dos objetivos inerentes à criação da Reserva Natural Local do Estuário do Douro, a Campo Aberto convida todas as partes em conflito a reverem e meditarem o contributo dado há alguns anos pela nossa associação à discussão pública que antecedeu a criação da referida Reserva.

185 leituras | 0 comentários
28/04/2016 - 17:53

165 leituras | 0 comentários
28/04/2016 - 17:49

Em entrevista ao Expresso, o investigador do ISCTE e coautor de um estudo sobre os estudantes afrodescendentes no sistema educativo português, Pedro Abrantes, assegura que as escolas discriminam os alunos em função da cor da pele - e diz que os professores têm de ser educados para não segregar. Os estudantes oriundos dos PALOP chegam a chumbar quase duas vezes mais do que os restantes e são mais encaminhados para o ensino profissional. Como se o sistema escolar e os cursos orientados para o prosseguimento de estudos lhes dissessem “o vosso lugar não é aqui”

155 leituras | 0 comentários
28/04/2016 - 17:43

134 leituras | 0 comentários
28/04/2016 - 17:40

The anarchist attack against the exarchia police station took place on Sunday 24 April 2016

163 leituras | 0 comentários
28/04/2016 - 17:34

A todos aqueles que se limitam a olhar para o chão e não para as estrelas, a todos aqueles que se limitam a passar por aqui de braços caídos, como zombies que são, tenho a dizer-lhes que têm todo o meu desprezo.

161 leituras | 0 comentários
28/04/2016 - 17:31

123 leituras | 0 comentários
28/04/2016 - 11:11

O bloco libertário desceu a avenida da Liberdade apesar de mais uma vez os carros dos "organizadores", que continuam a arrogar-se donos e senhores do desfile do 25 de Abril e, pior, da própria via pública, terem tentado - à má fila e sem sucesso - impedir a entrada dos vários colectivos que integravam este bloco. Os compassos de espera estabelecidos foram tão marcados e lentos - para criar as devidas distâncias?! - que quando se chegou aos Restauradores já não havia discursos no palco "oficial", nem se ouvia já o hino de Portugal (ainda bem!)

155 leituras | 0 comentários
28/04/2016 - 11:10

"Este documentário baseia-se em cinco horas e vinte minutos de conversas gravadas entre o jornalista José António Salvador (autor /realizador) e José Afonso, entre Maio e Novembro de 1983. Assenta na sua atividade artística, sem ignorar o ambiente histórico-político, que enquadrou a sua evolução estética. De viva voz é ele quem nos conta o seu trajeto musical começando pelo fado de Coimbra. A primeira ruptura com o fado tradicional Coimbrão surge quando faz o «Menino do Bairro Negro», inspirado no Bairro da Ribeira da cidade do Porto.

156 leituras | 0 comentários
28/04/2016 - 06:38

Il n ' y a plus de peuple . Le prolétariat est révolutionnaire ou n ' est pas . Nous ne voulons plus d ' ouvriers , car nous ne voulons plus de patrons / patronnes . Qui dit patron , dit ouvrier / ouvrière ou employé / employée . Qui dit ouvrier / ouvrière , employé / employée dit patron / patronne .

Nous sommes pour la fin du prolétariat et de la bourgeoisie sous toutes ses formes . Nous ne voulons pas de la réforme de la retraite , pas plus à quarante ans , qu ' à soixante ans , nous voulons la fin du travail .

152 leituras | 0 comentários
27/04/2016 - 15:10

“Sou amante da liberdade e só posso brindar o meu respeito e solidariedade aquelxs que, como eu, têm o valor e a dignidade de defender a sua própria vida com unhas e dentes “
Claudio Lavazza.

151 leituras | 0 comentários
26/04/2016 - 07:11

9 janvier 2013
Trois femmes, militantes kurdes, sont assassinées
Par un agent secret du MIT , bien infiltré
Omer Güney, un fasciste turc des " Loups gris "
Une affaire qui fit du bruit
Sakine Cansiz ( 54 ans ) du PKK, cofondatrice
Fidan Dogan ( 28 ans ) de la diplomatie, traductrice
Leyla Saylemez ( 24 ans ) stratégie militaire
On l'appelait la guerrière
Trois assassinats et c'est clair
Dont l'Etat turc est le commanditaire
Lui vendre des armes, l'Etat français préfère
Et toute cette affaire, étouffée, plus aucune lumière
Nonobstant, 35 millions de kurdes sont répartis

198 leituras | 0 comentários
22/04/2016 - 06:45

Et plus que jamais
L'on va répétant le même fait
Le réactualisant sans arrêt
Donc, un peu comme le faisait
Mais avec plus de brio
Feu ( 1927 - 2014 ) Gabriel Garcia Marquez, l'ami de Castro
Quand encore journaliste, il était
Et donc de tous les journaux
C'est maintenant technique qui partout apparaît
Cela semble toujours nouveau
Pourtant, c'est du réchauffé, c'est rigolo
Et ainsi
Le monde de la réalité
Est soigneusement évité
Des corporations en sont la garantie
Et les complicités en sont étatisées
Une racaille artistique
Une racaille scientifique
Une racaille politique

241 leituras | 1 comentários
22/04/2016 - 02:21

O conflito latente tem quase cinco anos. Agora parece ter entrado, assumidamente, num clima de guerra aberta, em que ninguém parece ceder. Desde que entrou em vigor o período de greve convocada pelo Sindicato dos Estivadores do Porto de Lisboa (SECT), na quarta-feira, que aquela estrutura portuária está completamente paralisada. Algo que não acontecia há mais de dois anos, apesar dos sucessivos pré-avisos de greve entregues pelos estivadores.

247 leituras | 0 comentários
Syndicate content