24/10/2014 - 14:57

90 leituras | 0 comentários
24/10/2014 - 14:56

Acaba de sair o nº 261, da VI Série do jornal “A Batalha”. Dos temas em destaque salienta-se a situação que se vive em Gaza depois dos ataques israelitas, com a publicação de um artigo de Noam Chomsky); a 1ª Grande Guerra e o Movimento Libertário (da autoria de António Cândido Franco, artigo já publicado no Portal Libertário) ; A situação na Turquia; Um artigo contra as Touradas; uma análise sobre a Copa no Brasil e os índios. Nesta edição a investigadora Francisca Bicho continua também o seu artigo sobre o jornal “A Questão Social” de Gonçalves Correia iniciado no número anterior.

90 leituras | 0 comentários
24/10/2014 - 11:50

Maravilhoso seria ver, no circo do espectáculo, algo mais do que a expressão da imbecilidade. Não têm que ser bons, só têm que evitar o disparate. Não é pedir muito. Espero.

por Handala

roubado a http://obeissancemorte.wordpress.com/

91 leituras | 0 comentários
21/10/2014 - 10:04

anarquistas não votam...

Os anarquistas não são refratários à democracia e a tomam, desde Proudhon, como regime da série liberdade.

Se houver um regime político, que seja o democrático. Somente porque em seu interior se podem potencializar os espaços, as experimentações de liberdade e a possibilidade imediata de rompimentos com hierarquias, centralidades, propriedade e Estado. Mas sem esquecer que a democracia reforça o governo de todos por cada um, enquanto a anarquia instaura o governo de cada um por cada um.

167 leituras | 0 comentários
20/10/2014 - 21:49

Texto da mãe de Noelia, Lola Riveiro Lois, membro do colectivo Nais Contra la Impunidad:

"Hola buenos días, compañeros/as:

Ya más descansada del agotador viaje os narro a continuación el “vis a vis ” que he tenido con mi hija Noelia y el estado en que la encontré.

El pasado día 7 DE OCTUBRE, como ya sabéis, mi hija recibió una paliza, durante el viaje de camino a Albolote Noelia nos llamó y nos dijo que desde ese día las torturas no habían cesado… por lo que podéis imaginar lo angustiado y doloroso del viaje.

Repressão
134 leituras | 0 comentários
20/10/2014 - 20:27

"Google já doa mais dinheiro a políticos do que o Goldman Sachs
O poder de Silicon Valley sobre Washington parece ser cada vez maior. E capaz de destronar Wall Street. A Google ultrapassou o banco norte-americano e é agora a empresa que mais donativos realizou aos partidos políticos de Washington, durante este ciclo eleitoral. "

182 leituras | 0 comentários
20/10/2014 - 08:49

Les plastifiants et les divers emballages, tant pour nos nourritures que pour nos vêtements et chaussures, ainsi que la composition même de nos habits et chaussures, sont des poisons. Ce qui enveloppe la nourriture est empoisonnée, au même titre que la nourriture elle-même. Ce sont des poisons pour l'organisme humain, qui finiront à la longue, par rendre l'espèce humaine stérile.

99 leituras | 0 comentários
18/10/2014 - 21:17

Os cinco candidatos a serem derrotados nas eleições

16 de outubro de 2014

Não é de se estranhar que precisamente no período eleitoral ocorra o maior esvaziamento da massa crítica à esquerda, com a consequente adesão a alarmismos e polarizações do campo político partidário. Por Passa Palavra
O grande problema para as lutas sociais durante os períodos eleitorais é, sem dúvida alguma, o seu esvaziamento. Nesses períodos, os movimentos sociais saem de cena e o espaço das disputas políticas é preenchido por outras organizações e interesses.

116 leituras | 0 comentários
18/10/2014 - 20:25

Crescimento da pobreza em Portugal; comparações com outros países da UE

Recordemos que:
O Parlamento aprovou hoje (4/7/2008), por unanimidade, um projecto de resolução que recomenda a definição de um «limiar de pobreza» que «sirva de referência obrigatória à definição e à avaliação das políticas públicas» para combater o fenómeno

http://grazia-tanta.blogspot.pt/2014/10/dia-internacional-para-erradicac...

118 leituras | 0 comentários
17/10/2014 - 21:20

Une personne, dans le monde
Et ce toutes les dix huit secondes
Meurt de ce qu'induit la maladie alcoolique
Comme une guerre, c'est l'hécatombe
Toujours la misère
Cette bombe thermonucléaire
Comme feu ( 1856-1903 ) Calamity Jane
Aventurière, épouse célibataire, lingère, éclaireuse
Et si elle échappa à la variole
Elle sombra dans l'alcool
Toujours audacieuse, jamais peureuse
A cette époque
Et cela n'avait rien de loufoque
Il fallait au moins cinq mois
Pour en chariot, parcourir 3000 km, en plusieurs fois
Donc, Martha Cannary
Souvent la nuit
Calamity Jane
Souvent le jour

128 leituras | 0 comentários
16/10/2014 - 16:57

Sobre o recente acontecimento, de Janeiro de 2014, numa praia de Portugal, em que, em obediência cega a uma praxe de uma Universidade, vários alunos caloiros (do 1º ano) se viram obrigados a enfrentar um mar bravio, o que causou a sua morte - tratavam-se de estudantes de uma Universidade de Lisboa mas podia ser de outra qualquer - ocorre-me situar este fato num contexto mais geral, o que não deixa de ser o mesmo contexto: a iniciação hierárquica, autoritária, a anulação do indivíduo enquanto ser individual, a repressão como exemplo, esperando-se a reprodução deste esquema de valores pelas víti

243 leituras | 0 comentários
15/10/2014 - 14:50

By A.N.A. on 14 de outubro de 2014
http://noticiasanarquistas.noblogs.org

[A seguir, uma matéria publicada em 9 de outubro no portal do canal inglês “Channel 4” sobre o apoio dos anarquistas turcos a causa curda. O grupo anarquista entrevistado se chama DAF (Devrimci Anarşist Faaliyet).]

“A tarefa mais importante era ajudar os civis de Kobani para passar através da fronteira. Depois disso, ajudamos os imigrantes no transporte, na instalação de tendas e na organização da distribuição dos materiais enviados em solidariedade”, explicou um membro do grupo.

251 leituras | 0 comentários
15/10/2014 - 11:51

A quem pretende contestar a austeridade não se exige menos do que o respeito incondicional pelas regras do jogo, o repúdio da violência e a garantia de que se indignará de modo inequivocamente pacífico. Por Ricardo Noronha.

1. A fisionomia dos dias tranquilos

207 leituras | 0 comentários
15/10/2014 - 11:19

Uma viagem à utopia daqueles que levam um mundo novo nos seus corações
.

304 leituras | 0 comentários
15/10/2014 - 11:11

Em Rojava, no Curdistão Ocidental, em território sírio, o Estado Islâmico (ISIS em inglês) atacou a cidade de Kobane, junto da fronteira com a Turquia, e a população enfrenta agora a brutalidade desta força autoritária/obscurantista.

300 leituras | 0 comentários
15/10/2014 - 10:55

474 leituras | 0 comentários
15/10/2014 - 08:40

Quem experimentar perder-se pelas ruas e avenidas de Salónica (Grécia), explorando os infinitos recantos que os habitantes locais improvisaram para introduzirem no quotidiano momentos de pausa e de convívio, perceberá bem porque é que hoje, na Alemanha, se canaliza tanto ódio (na verdade é inveja) contra esses gregos ‘preguiçosos’ que preferem os pecados da boa vida à santa disciplina do trabalho.

395 leituras | 0 comentários
14/10/2014 - 11:53

A.N.A. on 11 de outubro de 2014

A Carlos López, Fernando Bárcenas, Mario Gonzáles e Abraham Cortés Saudações companheiros! Novamente nos encontramos neste caminho de luta e de vida que escolhemos, onde os aromas e desejos de solidariedade se deslocam intransigentemente sobre os ventos de liberdade que se estende até os esconderijos mais obscuros desta pútrida civilização.

183 leituras | 0 comentários
14/10/2014 - 11:13

por Susana Caló
in http://www.revistapunkto.com/

Devir Autónomo e
Imprevisto
Por novos espaços de Liberdade
Susana Caló

É a variação contínua que constituiu o devir minoritário de toda a gente, por oposição ao Facto maioritário de Ninguém. O devir minoritário como figura universal da consciência chama-se autonomia. Não é, com certeza, ao utilizar uma língua menor como dialecto, ao fazer do regionalismo ou do gueto que se devém revolucionário; é ao utilizar muitos elementos5 de minoria, ao conectá-los, ao conjugá-los que se inventa um devir específico autónomo, imprevisto. [1]

181 leituras | 0 comentários
Conteúdo sindicado
PublicarMelodias