Escaramuças entre manifestantes e a polícia

  • user warning: Table './drupal_indymediapt/captcha_sessions' is marked as crashed and last (automatic?) repair failed query: INSERT into captcha_sessions (uid, sid, ip_address, timestamp, form_id, solution, status, attempts) VALUES (0, 'cfngj74snkskofq3kaqajd7e05', '54.89.106.125', 1406842611, 'comment_form', '2e2c71e529d08c8a03f0a09677614e26', 0, 0) in /usr/share/drupal6/sites/all/modules/captcha/captcha.inc on line 99.
  • user warning: Table './drupal_indymediapt/captcha_sessions' is marked as crashed and last (automatic?) repair failed query: UPDATE captcha_sessions SET token='8919880c28d8703e62a4824169eecc66' WHERE csid=0 in /usr/share/drupal6/sites/all/modules/captcha/captcha.module on line 216.
  • user warning: Table './drupal_indymediapt/captcha_sessions' is marked as crashed and last (automatic?) repair failed query: UPDATE captcha_sessions SET timestamp=1406842611, solution='1' WHERE csid=0 in /usr/share/drupal6/sites/all/modules/captcha/captcha.inc on line 111.

A chanceler alemã está no Centro Cultural de Belém. A presença de Ângela Merkel exaltou os ânimos dos milhares de manifestantes. Entretanto, a manifestação da CGTP é impedida de seguir até à residência oficial de primeiro-minsitro. E fica frente ao Parlamento.

17h07 - S. Bento - Arménio Carlos termina o discurso. Manifestação é dada por finda. As pessoas dispersam.

17h02 - S. Bento - A dois dias da greve, o secretário-geral da CGTP avisou que, como num jogo de futebol, vai ser preciso trabalhar até ao último minuto para alertar os trabalhadores e chamá-los. Ouve-se o hino nacional agora. Muita gente de punho fechado ar.

17h01 - s. Bento - Arménio Carlos acabou de falar diante do Parlamento para dizer que tudo aponta para uma grande greve geral. Falou de um momento inédito na luta sindical europeia com greves gerais em Portugal e Espanha e paralisações parciais em Itália Grécia franca e Bélgica.

16h51 - CCB - Ouvem-se conversas entre manifestantes, com troca de argumentos a favor e contra o uso da violência. Mas também há quem cumprimente os elementos do corpo de intervenção e até troque algumas palavras amáveis com eles.

16h50 - CCB - Novas escaramuças entre manifestantes e polícia. Alguém atira garrafa de cerveja contra agentes da PSP. Alguns, manifestantes de cara tapada.Tentativa de derruba, de novo, as barreiras policiais.

16h49 - S. Bento - manifestantes estão diante do Parlamento.

16h47 - S. Bento - Em vez de seguir até a residência oficial do primeiro-ministro, a manifestação vai ficar diante do Parlamento. Foram obrigados a desviar para surpresa e desagrado de Arménio Carlos. Segundo fontes da CGTP, o perímetro policial não permitiu que avançassem em direcção à residência.

16h36 - CCB - Manifestantyes apupam a passagem de uma comitiva de carros. Ouve-se: "Estão a chegar" e "gatunos".

16h34 - CCB - Situação controlada. "Está na hora, está na hora, da Merkel ir embora", gritam os manifestantes. 16h33 - CCB - Confusão entre manifestantes e polícia. Escaramuças. Manifestantes formaram em quadrado e atiraram gardemaento para cima dos agentes.

16h32 - S. Bento - Esta agora mais gente a caminho de S. Bento. Uma carrinha branca vai à frente na rua dos Poiais de S. Bento com um elemento da CGTP sempre ao lado, de microfone na mão direita e cabula de slogans na esquerda, a liderar as palavras de ordem. A rua e estreita e a coluna, com várias centenas de pessoas, avança devagar.

16h16 - Largo de Camões - O desfile arrancou agora. Arménio Carlos diz que chegou a hora de "vestir a camisola dos que acreditam que Portugal tem futuro". Merkel, diz ele, quis reunir com os empresários e não ligou aos trabalhadores. Por iso vão até até S. Bento dizer a Passos Coelho que estão contra as políticas dele, da troika e de Merkel.

16h15 - Largo de Camões - O nome da chanceler foi vaiado. Arménio Carlos, secretário-geral da CGTP. diz que esta Europa só serve os interesses doa grandes grupos económicos e financeiros e falou várias vezes da greve geral de quarta-feira. Esta marcha é um ensaio final. A luta vem em crescendo, diz ele, e vai culminar quarta-feira. O sindicalista defendeu o fim das atuais políticas e a demissão do Governo.

15h53 - CCB - Manifestantes mantêm-se calmos, apesar do derrube do grademaneto.

15h37 - Largo de Camões - Repetem-senos slogans antitroika antiausteridade e a favor da greve geral de quarta-feira. O secretário-geral da Intersindical deve falar dentro de momentos.

15h36 - Largo de Camões - Dois jovens espanhóis, Álvaro e Carlota, ligados ao Partido Comunista espanhol e que estão a estudar em Lisboa, seguram bandeiras iguais às dos representantes dos vários sindicatos, desde os da manutenção do Metro aos dos estaleiros de Viana do Castelo.

15h35 - Largo de Camões - Começou oficialmente a manifestação da CGTP. Cerca se três centenas de pessoas estão diante da carrinha da Intersindical junto à estátua.

15h34 - CCB - Os ânimos continuam exaltados, mas até agora ninguém tentou "furar" a barreira formada pelos agentes.

15h30 - CCB - Manifestantes queimam boneco que personifica Angela Merkel.

15h25 - CCB - Neste momento, manifestantes frente a frente com o corpo de intervenção PSP. Os ânimos estão exaltados. Gritam: "Os Ladrões estão lá dentro e a polícia está cá fora".

15h22 - CCB - Manifestantes rebentam com o grademaneto da polícia. Griam "O povo Unido jamais será vencido".

15h06 - CCB - Cordão policial reforçado à volta. Chegada dos protestantes anti-troika coincide com a vinda de mais carros da polícia. O cordão estende-se entre o Mosteiro dos Jerónimos e a linda férrea, junto ao rio Tejo. Estarão aqui cerca de três mil pessoas. E cantam: "Esta dívida não é nossa".

15h00 - Manifestação vinda do Largo do Calvário parou em frente ao Centro Cultural de Belém, onde decorre o encontro de empresários que aguardam Merkel. Parou junto a um gradeamento que fica a 200 metros do CCB e corta a meio o Jardim da Praça do Império.

14h00 - Largo do Calvário - Movimento 'Que se lixe a troika' arrancou em direção ao Palácio de Belém. Grupo reúne cerca de duas mil pessoas. Pessoas vão passar em frente à antiga FIL.

13h30 - Largo do Calvário - estão concentradas cerca de 200 pessoas. Nuno Ramos de Almeida do movimento 'Que se lixe a troika' disse ao Expresso que, das as circunstâncias e o dia da semana, não esperam muitos manifestantes, mas em breve seguirão para o Palácio de Belém.

13h20 - Palácio de Belém - Apupos e assobios da parte dos manifestantes duramente a saída de Merkel, onde se encontrou com o Presidente da República. Os manifestantes continuam em número reduzido estiveram calmos até agora.

13h19 - Palácio de Belém - Durante os dois a três minutos em que os carros da polícia e diplomacia portuguesa e alemã saíram, os protestantes fizeram algum barulho. A principal palavra de ordem, por enquanto, é: "Fora daqui, o Passo, a Merkel e o FMI"

12h56 - Palácio de Belém - O ambiente é calmo. As pessoas estão espetantes face à iniciativa do movimento "Que se lixe a troika". que maracou para as 13h, uma concentração no Largo do Calvário.

12h55 - Dezenas de pessoas manifestam-se em frente ao Palácio de Belém, em Lisboa, a partir da altura em que chegou a chanceler alemã Angela Merkel. o local está fortemente policiado com váris carrinhas do corpor de intervenção da PSP. Neste momento, os manifestantes ostentam alguns cartazes com palavras de ordem: "Portugal não é uma merkeldoria", "Ó ingratidão alemã, esquecem plano Marshall", "Governo éladrão, rouba o povo me a nação", entre outras.

Retirado de: http://expresso.sapo.pt/escaramucas-entre-manifestantes-e-a-policia=f766...

Comentários

Submeter um novo comentário

O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para confirmar se és uma pessoa ou não e para prevenir publicaçãos automatizadas
PublicarMelodias