(RTP) Inquérito diz que Nuno Santos autorizou visionamento das imagens

Retirado de
http://economico.sapo.pt/noticias/inquerito-diz-que-nuno-santos-autorizo...

O inquérito interno da RTP concluiu que Nuno Santos autorizou que “a PSP visionasse as imagens num sítio discreto que não no Arquivo”.

Segundo os factos apurados em sede de inquérito, a que o Económico teve acesso, a PSP solicitou no dia da greve geral, junto da "subdirecção de Produção de Informação a escolha e cedência das imagens dos incidentes do dia da greve, recolhidas pela RTP, bem como o seu visionamento nas respectivas instalações". O departamento de serviços jurídicos assume no inquérito que "o então Director de Informação autorizou que a PSP visionasse as imagens na RTP no dia seguinte num sítio discreto que não no Arquivo".

A investigação conduzida a pedido da administração da RTP revela que a PSP esteve na empresa no dia 15, quinta-feira. Os agentes visionaram imagens que foram efectivamente emitidas pela RTP mas "foram também visionadas imagens que nunca foram transmitidas pela RTP, não tendo sido como tal seguidos os procedimentos habituais na empresa", revela o mesmo documento que garante que as imagens foram gravadas em DVD mas não saíram da RTP.

Posteriormente, a PSP efectuou um pedido formal à empresa e a RTP cedeu as imagens emitidas, tal como a PSP já assumira.

Segundo o inquérito, Luís Marinho teve conhecimento dos factos na segunda-feira, dia 19, mas de forma detalhada a 20 de Novembro, quando informou o presidente Alberto da Ponte.

Contactado pelo Económico, Nuno Santos remeteu mais para tarde uma resposta a estas conclusões.

Ao que o Diário Económico apurou não estará excluída a possibilidade de Nuno Santos impugnar o inquérito conduzido pela administração da empresa.

Comentários

Submeter um novo comentário

O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para confirmar se és uma pessoa ou não e para prevenir publicaçãos automatizadas
PublicarMelodias