Video - Jovens anarquistas detidos e torturado pela policia na Grécia

  • user warning: Table './drupal_indymediapt/captcha_sessions' is marked as crashed and last (automatic?) repair failed query: INSERT into captcha_sessions (uid, sid, ip_address, timestamp, form_id, solution, status, attempts) VALUES (0, 'psmt5hgjjvflbffiktsr000va6', '54.80.100.90', 1406608567, 'comment_form', '5afd60535120d893243d8bc3a3735003', 0, 0) in /usr/share/drupal6/sites/all/modules/captcha/captcha.inc on line 99.
  • user warning: Table './drupal_indymediapt/captcha_sessions' is marked as crashed and last (automatic?) repair failed query: UPDATE captcha_sessions SET token='6a08e34c23d8dcd10e55a31bd8fc1450' WHERE csid=0 in /usr/share/drupal6/sites/all/modules/captcha/captcha.module on line 216.
  • user warning: Table './drupal_indymediapt/captcha_sessions' is marked as crashed and last (automatic?) repair failed query: UPDATE captcha_sessions SET timestamp=1406608567, solution='1' WHERE csid=0 in /usr/share/drupal6/sites/all/modules/captcha/captcha.inc on line 111.

No dia 2 de Fevereiro, quatro jovens anarquistas foram detidos na vila de Velvento, perto da cidade de Kozani no noroeste da Grécia, acusados de dois assaltos a bancos no espaço de 10 minutos.

No video da sua chegada ao tribunal pode-se ver o estado em que os jovens ficaram às mãos na policia Grega. Policia essa que mais tarde divulgou fotografias dos detidos que entretanto se verficaram como tendo sido alteradas no photoshop de forma a esconderem as marcas das agressões sofridas pelos companheiros.

Video - http://www.youtube.com/watch?v=dsH17rUr0l8

No video os companheiros gritam "viva a anarquia!" e "policias, juizes e politicos, nunca mais dormirão descansados"

Galeria
Video - Jovens anarquistas detidos e torturado pela policia na Grécia
Video
Ver vídeo

Comentários

O fascismo a que chamam democracia

se isto não é fascismo, o que é?

é o que chamam democracia

jovens bastante jovens que têm a lucidez suficiente de ver

que não têm nada a perder

excepto as suas vidas

que lhes são roubadas

para xs que se insurgem

há a tortura dos que não sentem

do que estão do lado do poder

esses sempre houve

e sempre houve os que escarram na carra do poder

políticos, polícias, juízes, extrema-direita, em conluio

lambem o cú de magnatas, da alta finança, do fmi, de troikas

trocam tudo por dinheiro

não têm mais nada a não ser dinheiro

quem resiste tem tudo o resto

e a essxs pertence

o mundo

solidariedade - apoio - accão

que este mundo se livre de governos e de ricos

que dentro das prisões saibam que estamos com elxs

mais pormenores da história:

Grécia: Detidos os anarquistas Yannis Michailidis e Dimitris Pol

Grécia: Detidos os anarquistas Yannis Michailidis e Dimitris Politis
Segundo uma crónica no Atenas Indymedia, a polícia deteve os compas Yannis Michailidis e Dimitris Politis juntamente com outras duas pessoas.

As ordens de detenção contra os dois compas foram expedidas pela sua suposta participação na organização revolucionária Conspiração das Células de Fogo.

As detenções realizaram-se a 1 de Fevereiro de 2013 de manhã e, agora,a bófia está a tentar ligar estas detenções com os assaltos à mão armada em dois bancos nos arredores de Kozani (norte da Grécia).

Os quatro detidos foram selvaticamente espancados. Num vídeo corporativo dos tribunais de Kozani, pode-se ouvir os compas gritando:

“Viva a anarquia! Viva a anarquia, cabrões!“
“Viva a anarquia! Bófia, juízes, políticos, vocês não têm razões para dormir tranquilos. Perdemos uma batalha, mas não a guerra! – Que se fodam!“
_______________________________________________
Atenas: Atualização em relação ao anarquista Andreas-Dimitris Bourzoukos, um dos 4 companheiros detidos em 01.02.13 acusado no caso do roubo do banco

“Ladrões são os Estados e os patrões; criminosos são os polícias e os juízes; vilões são vocês, os cidadãos não envolvidos; todos vocês são assassinos de liberdade” (pintada na cidade de Veria, norte da Grécia)
Após solidários/as terem contactado os pais de Andreas-Dimitris Bourzoukos, queremos informá-los sobre o seguinte:

Todos os detidos foram transferidos (de Kozani) para a sede da polícia de Atenas (GADA) a partir de sábado passado ao fim da tarde,2 de Fevereiro.

Na manhã de domingo, 3 de Fevereiro, os pais foram capazes de entrar em contacto com seus filhos, como o fizeram os seus advogados de defesa. Até então, a polícia negou todos os pedidos respectivos, repetidamente.

Os pais foram autorizados a visitar os presos só por 15 minutos no 12 º andar da sede da polícia de Atenas.

Especificamente, Andreas-Dimitris Bourzoukos foi algemado a uma cadeira, durante todo o tempo da visita.

Ele informou-nos que, enquanto estava algemado com as mãos atrás das costas nas células de detenção de Kozani, os policias colocaram-lhe um capuz no rosto, obrigando-o-o a ajoelhar-se e bateram-lhe, durante cerca de quatro horas, na sua cabeça, no seu rosto e no seu estômago, e alguns de seus cabelos foram retirados à força. Isso aconteceu sem qualquer resistência de sua parte. Escusado será dizer que os polícias também o ameaçaram o tempo todo e insultaram-no da forma mais vulgar.

As consequências das referidas torturas foram as seguintes: sangue na urina, tonturas graves, dores de cabeça, edemas no rosto todo, hematomas em ambos os olhos, bem como hematomas e equimoses em todos os lugares em seu corpo.

Os seus pais relataram que o seu rosto estava irreconhecível e a sua voz foi alterada devido a todos os espancamentos no maxilar.

Durante estes três dias, só lhe era permitido beber água engarrafada, enquanto que os seus pais não foram autorizados a dar-lhe alimentos básicos embalados e sucos de frutas.

Todos os fatos acima descritos não são divulgados a fim de vitimar qualquer dos detidos, mas para destacar as torturas e violência que são praticados “legalmente” pelos aparatos estatais.

Apesar de tudo, Andreas-Dimitris Bourzoukos mantém-se forte e digno, e o seu moral continua firme.

Força para os companheiros presos. Vamos tentar compartilhar mais actualizações em breve.

Há também uma carta aberta de Pantelia Vergopoulou, mãe de Andreas-Dimitris Bourzoukos, que inequivocamente denuncia as torturas contra os quatro companheiros e o estado, nomeadamente, os seguintes:

“Os mecanismos de acusação na Grécia seguem as normas relacionadas com a tortura das prisões de Guantánamo. O meu filho, assim como os três outros presos, não foi tratado como qualquer outro acusado de crimes do Código Penal, mas com ódio particular, porque ele é um anarquista. Ao mesmo tempo, os seus torturadores estão escondidos atrás de capuzes e permanecem intocáveis.

Até quando?

[...]Por fim,por ser médica eu mesma,(especializada em medicina pré-hospitalar de emergência), informo que as primeiras horas após traumas são críticos para potenciais lesões cerebrais e lesões adicionais. A necessidade de alta para o exame imediato e hospitalar refere-se a todos os detidos que foram abusados.

Eu responsabilizo aqueles que estão no comando do caso como principais responsáveis por qualquer dano que possa ser causado.”
FONTE: http://pt.contrainfo.espiv.net/2013/02/04/atenas-atualizacao-em-relacao-...

Opções de visualização dos comentários

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

Submeter um novo comentário

O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para confirmar se és uma pessoa ou não e para prevenir publicaçãos automatizadas
PublicarMelodias