Não nos Queixamos!

Era para ser rápido. Fazer umas obras, garantir meia dúzia de espaços com habitabilidade e segurança, chamar as amigas para a grande limpeza final e abrir. Ponto.

Devíamos ter desconfiado da pontuação, aqui onde este sinal gráfico está refém do logótipo da cidade transformada em muy nobre produto de consumo. A ruína que nos chegou às mãos revelava novas fragilidades a cada tentativa de tratamento. E um processo que se previa linear perdeu-se nas entrelinhas morosas da reconstrução. Rápido, ponto e vírgula.

Não nos queixamos. O tamanho do desafio é directamente proporcional ao prazer que dá ultrapassá-lo, por isso, semanalmente, com o apoio de pessoal que vai aparecendo ou transmitindo motivação, continuamos com os trabalhos necessários que permitam recuperar a utilização da casa.

Mas o tempo passa e achámos que era altura de informar quem quer ser informada, que os avanços são lentos, mas notórios. De tal forma, que já não nos envergonhamos de receber visitas.

Aos sábados, entre as 10h31 e as 17h03, é período de trolhice. Se andares por perto, ou mesmo por longe, bate ao batente!

https://www.facebook.com/casaviva/

Comentários

Submeter um novo comentário

O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para confirmar se és uma pessoa ou não e para prevenir publicaçãos automatizadas