#Kurdistão Aldeia das Mulheres livres em Rojava: #Jinwar

Em #Rojava, o comité de construção do povo de mulheres livres da organização Kongra Star iniciou a construção uma aldeia das mulheres com o nome de “Jinwar” contra a violência de género.

Enquanto as mulheres, que criaram a revolução de Rojava, continuam a construir a sua vida, prosseguem com os seus trabalhos originais em todas as partes. Começaram a construir uma aldeia perto da cidade de Dirbesiye, no cantão de Cizre. A aldeia de mulheres chamada “Jinwar” começou a ser construída através da solidariedade das mulheres.

«A construção da Jinwar não é apenas a construção de uma aldeia, ou uma zona se assentamento, é também a construção de uma vida. Com a revolução das mulheres que está a acontecer em Rojava, as mulheres começam a criar os seus próprios espaços livres por todo o norte da Síria. Com estes desenvolvimentos vão resolver-se problemas ecológicos, sociológicos e vitais. Também coroaram a revolução feminina de Rojava através da construção de uma vida alternativa e livre.

Jinwar, como a construção de um espaço livre será construída com a arte das mulheres e estará aberto a todas as classes de apoio, assistência e solidariedade. Seja ela material ou espiritual, empoderaremos as mulheres fazendo uma vida visível com as nossas emoções e aspirações na Jinwar.

Com a esperança de nos encontrarmos na nossa aldeia de mulheres livres Jinwar.
Comité de construção de JINWAR»

Apelamos à difusão, e apoio de todas as formas de contribuição para as aldeias de mulheres curdas, sejam elas económicas, materiais, humanas ou de solidariedade.

Vídeo: https://www.facebook.com/guilhotina.info/videos/1299179380198535/
Texto na integra em inglês e castelhano | https://we.tl/Hyb862ndz5
Contacto do comité de construção de Jinwar | womensvillage [dot] jinwar [em] gmail [dot] com

Guilhotina.info

Comentários

Submeter um novo comentário

O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para confirmar se és uma pessoa ou não e para prevenir publicaçãos automatizadas