Comunicado de Imprensa - Movimento pelo Cspm Miragaia

Comunicado à Imprensa:

O silêncio das (ex)trabalhadoras do Centro Social da Paróquia de Miragaia não significa que as suas vidas tenham voltado a uma nova normalidade!

Continuamos em luta para defender o pouco que é possível defender...
. os bens materiais que se encontram nos dois edifícios que compunham o que era o CSPM, considerando que o edifício camarário de Rua da Arménia já foi entregue a outra IPSS - CSSCP, e a garantia da reclamação dos créditos em atraso através do Fundo de Garantia Salarial, com a declaração da eventual insolvência da instituição.

Relativamente a este último ponto, o processo deu entrada no dia 01 de Setembro de 2017, pelas mãos da CA (ou antes, a Comissão Liquidatária do CSPM) no Tribunal de Comércio de Vila Nova de Gaia - 2 Juiz, com o número de processo 6889/17.7T8VNG, e até hoje não foram encontradas as condições necessárias (ausência de documentação por parte da CA) a nível jurídico, por parte do Juiz responsável, para que este seja concluso.

A última informação que obtivemos da parte do Tribunal do Comércio de VNG (passado dia 17.10.2017) é que o processo está sobre pena de indeferimento eliminar por falta de documentação, tendo sido enviada uma notificação a 09 de Outubro para a advogada da CA - Dra Maria Antónia Beleza. O prazo desta notificação termina a 23 de Outubro de 2017.

Confrontadas com aquilo que consideramos inadmissível relativamente ao atraso do processo de insolvência do Centro Social da Paróquia de Miragaia, e ao risco de este ser anulado... o que significa a inexistência do processo e mais problemas para as (ex)trabalhadoras do CSPM, requeremos (via mail) à CA esclarecimentos que até ao momento não obtivemos resposta.

Através de um telefonema com a advogada da CA, Dra Maria Antónia Beleza, foram dadas garantias (que temos legitimidade para duvidar devido à forma como o processo tem sido dirigido) que o processo será concluso e que não temos motivo de preocupação.

Lamentavelmente, consideramos que mais uma vez, as nossas vidas não representam nada para para esta CA e que as suas garantias de celeridade no processo não se estão a concretizar.

Como não ter legitimidade para duvidar?

E a anormalidade na vida de 25 mulheres, (ex) trabalhadoras do CSPM continua...

https://www.facebook.com/Movimento-pelo-Cspm-Miragaia-N%C3%83O-AO-ENCERR...

Comentários

Submeter um novo comentário

O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para confirmar se és uma pessoa ou não e para prevenir publicaçãos automatizadas