Dados sobre o capitalismo

DADOS SOBRE O CAPITALISMO: 2,78 MILHÕES DE TRABALHADORES MORREM TODOS OS ANOS DEVIDO A ACIDENTES DE TRABALHO OU DOENÇAS RELACIONADAS COM O TRABALHO

De acordo com a OIT(Organização Internacional do Trabalho), mais de 2,78 milhões de trabalhadores morrem todos os anos devido a acidentes de trabalho ou doenças relacionadas ao trabalho - um a cada 11 segundos.

PORTUGAL : ACIDENTES DE TRABALHO CAUSAM 115 MORTOS EM 2017 - 500 VÍTIMAS NOS ÚLTIMOS 3 ANOS

Em 2017 morreram em Portugal 115 pessoas e 315 ficaram feridas com gravidade em acidentes de trabalho, de acordo com dados registados pela Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT).

De acordo com dados da ACT, entre 1 de janeiro e 31 de dezembro de 2017, foram registadas 115 vítimas mortais, menos 23 do que em igual período de 2016, e 315 feridos graves, mais 51 do que em 2016.

Nos últimos quatro anos (entre 2014 e 2017), a ACT registou mais de 500 vítimas mortais e 1.304 feridos graves.

Só 30% das vítimas tinham contratos de trabalho sem termo.

ATAQUE CONTINUADO CONTRA O SINDICALISMO: MAIS DE ¾ DOS PAISES DO MUNDO NEGAM O DIREITO DE GREVE A ALGUNS OU TODOS OS TRABALHADORES

Em 2017, ataques contra sindicalistas foram registrados em 59 países. Em 2017, sindicalistas foram assassinados em 11 países. Mais de três quartos dos países negam a alguns ou a todos os trabalhadores o direito de greve.

ESCRAVATURA NO MUNDO: 40 MILHÕES DE PESSOAS FORAM ESCRAVIZADAS EM 2016

Talvez o elemento mais chocante do mercado mundial do trabalho hoje em dia seja a existência da escravidão moderna, incluindo trabalho forçado e casamento forçado. A OIT estimou que 40 milhões de pessoas em todo o mundo foram escravizadas em 2016 - 25 milhões delas vítimas de trabalho forçado.

De acordo com um relatório recente da OIT, "em muitos casos, os produtos que eles fazem e os serviços que eles forneceram acabaram em canais comerciais aparentemente legítimos . Trabalhadores forçados produziram alguns dos alimentos que comemos e as roupas que usamos, e eles limparam os edifícios em que muitos vivemos ou trabalhamos".

A OIT estima que 71% dos escravos hoje são mulheres e meninas e 4 milhões de pessoas em trabalho escravo são crianças.

TRABALHO ESCRAVO EM PORTUGAL

O Trabalho escravo em Portugal é utilizado na agricultura e na pesca da amêijoa. Mais info: http://bit.ly/2GceK9h

AUMENTO DO TRABALHO PRECÁRIO A NÍVEL MUNDIAL

De acordo com as projeções para 2018 da Organização Internacional do Trabalho (OIT), o trabalho precário aumentou em número e porcentagem em todo o mundo e afecta 42,6% dos trabalhadores no mundo - quatro em cada dez trabalhadores têm um emprego vulnerável. (via: http://bit.ly/2DxM2lB)

TRABALHO PRECÁRIO EM PORTUGAL

46% DO EMPREGO CRIADO NO 2º TRIMESTRE DE 2017 É PRECÁRIO.
Dos cerca de 300 mil trabalhadores independentes, mais de 40% declaram até 210 euros mensais e apenas 1% recebe mais de 2449 euros. (Dados INE)

Todos os dados via: http://bit.ly/2DBhwqg

Guilhotina.info

Comentários

Submeter um novo comentário

O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para confirmar se és uma pessoa ou não e para prevenir publicaçãos automatizadas