[Memória] Lisboa, Portugal: Contra o fascismo ação direta! (21/01/12)

Cerca das 16h da tarde de sábado, 21 de Janeiro de 2012, levou-se a cabo uma marcha de protesto contra o desemprego, a precariedade laboral e as novas medidas de austeridade que o governo português e a Troika estão a promover, assim como contra a repressão da greve geral de 24 de Novembro de 2011.

No decorrer da manifestação, um grupo organizado de nacionalistas tentaram caminhar juntos com o resto dos manifestantes. Espontaneamente, centenas de pessoas bloquearam a rua, aos gritos, com slogans antifascistas, como “Fascismo nunca mais” e “Ó, nazi, sai daqui!” Quando as pessoas se aproximaram mais, rodeando o grupo dos neonazis, alguns desses bastardos acenderam uns very lights e atacaram junto com a bófia, entretanto surgida, contra os manifestantes que tentaram expulsá-los da marcha. Pouco depois formou-se uma barreira policial de proteção aos fascistas, ao mesmo tempo que um antifascista queimava uma bandeira do MON, o chamado “Movimento de Oposicao Nacional”, debaixo dos aplausos dos manifestantes.

Aqui um vídeo https://www.youtube.com/watch?v=sgcac_LnSE0
da imprensa do regime, onde se pode ver o ataque coordenado dos polícias e dos fascistas. É bom lembrar-nos que no dia 12 de Marco de 2011, os neonazis do PNR (Partido Nacional Renovador) tinham participado sem problema nenhum na enorme manifestacao da “Geracao à Rasca”, tendo como aliados na difusão da sua propaganda vomitiva de ódio, a imprensa corporativa. Desta vez o povo reagiu e através da ação direta bloqueou os bastardos que tiveram uma vez mais o apoio e a proteção dos porcos policiais.
https://www.youtube.com/watch?v=sgcac_LnSE0
A guerra já começou e vamos passar ao contra-ataque!
Fascismo nunca mais!
Tomemos a nossa vida nas nossas mãos!

correspondência de compas
Fonte: https://pt-contrainfo.espiv.net/2012/01/23/lisboa-portugal-contra-o-fasc...

Comentários

Submeter um novo comentário

O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para confirmar se és uma pessoa ou não e para prevenir publicaçãos automatizadas