Priii!!! Fora de Jogo!

Portugal foi o vencedor do campeonato europeu de futebolda UEFA financiado pela GazProm, empresa estatal Russa de gás natural que nos serve a nós, europeus. Pouco sabemos sobre o que se passa na Rússia e o que «defende» um golo de campeão pago por uma empresa estatal de um país que viola não só os direitos humanos mas também os direitos democráticos.

Para não ficarem fora de jogo, os anarquistas e anti-fascistas russos iniciaram campanhas que foram brutalmente reprimidas pelos serviços de segurança russos. Partilho convosco o apelo espalhado virtualmente pelo mundo “a toda a pessoa honesta que só pode aprender a verdade sobre a situação”:

Dos anarquistas Russos:

18 de Março – acto de solidariedade com os anarquistas Russos!

Durante os últimos meses os serviços secretos russos prenderam vários anarquistas e antifascistas nas cidades de Penza e São Petersburgo. Foram acusados de organização terrorista. Os detidos foram torturados com cabos elétricos e tasers durante várias horas, espancados violentamente sem preocupação com lesões greves ou marcas exteriores. Os oficiais humilharam constantemente os detidos, tentando que os próprios apresentassem provas da sua culpa e que acusassem os outros detidos. Estas acções tipo Gestapo do Serviço Federal de Segurança Russa (FSB) só podem provocar vigorosos protestos.

Ao mesmo tempo dos raids do FSB e das detenções de anarquistas em São Petersburgo, eram realizados detenções na Crimeia.

A acção de solidariedade internacional na semana de 7 a 12 de Fevereiro mostrou uma grande reação do movimento libertário mundial a esta terrível repressão com enorme efeito ao nível de informação na Rússia. Mas parece não ser suficiente para ultrapassar a situação. Pouco depois surgiu a informação de que vários anarquistas voltaram a ser torturados e intimidados. Foram obrigados pelos oficiais do FSB a recusarem comparecer ou participar em campanhas de resistência contra a tortura e a repressão. Mais – depois de acções de solidariedade na Rússia, a polícia reprimiu os participantes. Perseguiram e acusaram pessoas em Moscovo e Chelyabinsk. Anarquistas em Chelyabinsk foram torturados pela polícia com eletricidade acusados de «Hooliganismo» (!)

É necessário continuar e fortalecer a campanha de solidariedade para forçar as autoridades de Moscovo a parar as torturas e a repressão política. A melhor data para novas acções será 18 de Março – dia de eleições presidenciais na Rússia. Neste dia o regime é mais vulnerável e os olhos do mundo estão virados para a situação do país.

Urgente e desesperadamente, apelamos a todos os anarquistas, esquerdistas, antifascistas, grupos democráticos e comunidades de todo o mundo para que organizem ações de protesto e resistência contra as torturas e a repressão na Rússia junto a embaixadas, consulados e outros locais oficiais da Federação Russa nos respectivos países.

Os nossos Slogans são:

FSB é o verdadeiro terrorista

A vossa eletricidade não matará as nossas ideias

Liberdade para os anarquistas e anti-fascistas Russos!

Mais informação:
Anti-fascist Viktor Filinkov reveals how he was tortured by Russian security services
Arrested Penza Antifascists Talk about Torture in Remand Prison
Ilya Kapustin: “They Said They Could Break My Legs and Dump Me in the Woods”

Jornal Mapa
Jornal Mapa (facebook)

Comentários

Submeter um novo comentário

O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para confirmar se és uma pessoa ou não e para prevenir publicaçãos automatizadas