Dividir para ficar tudo na mesma ou pior

Na vida sindical, todos sabem que existem sindicatos filiados na CGTP e sindicatos filiados na UGT e, ainda, alguns poucos independentes.
O que muitos não saberão é que numa só instituição (a PSP) existem nada mais nada menos do que 16 sindicatos.
Se no primeiro caso, a unidade dos sindicatos da CGTP e da UGT consegue que a sua luta dê alguns resultados ou, pelo menos, seja ouvida e levada a sério pelo Governo, no caso da Polícia de Segurança Pública o facto de existirem tantos sindicatos só serve para dividir e a luta deles não é ouvida nem levada a sério. E sabemos o quanto as forças de segurança sofrem por falta de meios.
Conforme sabemos, desses 16 sindicatos há alguns que até têm mais dirigentes do que associados…e assim a existência de tantos sindicatos na PSP tem a ver com as inúmeras folgas que, devido á atividade sindical, os dirigentes e delegados gozam.
E assim vai este país que, nesta como noutras matérias, parece um país de faz de conta.
Se a bagunça continuar, o sindicalismo dentro de alguns desses sindicatos da PSP é tudo menos isso, é apenas um aproveitamento de uns quantos que só serve os seus pessoais interesses e não a luta verdadeira pelos interesses do coletivo.

Comentários

Submeter um novo comentário

O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para confirmar se és uma pessoa ou não e para prevenir publicaçãos automatizadas