Pela libertação dos activistas da Flotilha da Liberdade 2018 - Petição

Senhor Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa, Sr. Primeiro Ministro António Costa, Sr. Ministro dos Negócios Estrangeiros Augusto Santos Silva,

Pelo oitavo ano consecutivo que as forças de ocupação de Israel raptaram os barcos da Flotilha da Liberdade e prenderam os seus tripulantes, como se pode confirmar através dos vídeos que eles prepararam como alerta, caso fossem presos. Foram hoje (29.07.2018) presos e provavelmente serão deportados.

Não podemos permitir que se repita o mesmo que aconteceu em 2010 e que Israel continue impune com as atrocidades que tem cometido em Gaza ao longo de décadas, incluindo o facto de impedir que Gaza tenha uma fronteira, marítima, que seja, aberta ao mundo.

Isto é uma vergonha internacional e viola insistentemente os Direitos Humanos.

É urgente que se faça pressão diplomática para que todas as pessoas ativistas da Flotilha da Liberdade sejam libertadas e para que os donativos recolhidos pelos diversos locais por onde passaram sejam entregues ao seu destino. É prioritário que Gaza tenha acesso a alimentos, medicamentos e água potável.

Exigimos, por isso, a sua imediata libertação e que os donativos recolhidos cheguem aos seus destinos, sem qualquer tipo de saque por Israel. Exigimos, ainda, que o bloqueio a Gaza que dura há 11 anos seja, finalmente, levantado.
Somos simples habitantes da Terra, sem donos, nem mestres, nem partidos. Somos humana(o)s e queremos permanecer humana(o)s.

More information about the ‘Right to a Just Future for Palestine’ flotilla and the FFC:
Web: https://jfp.freedomflotilla.org
Facebook: https://www.facebook.com/FreedomFlotillaCoalition
Twitter: @gazafflotilla

https://jfp.freedomflotilla.org/media-room-2

http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT90196

Comentários

Submeter um novo comentário

O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para confirmar se és uma pessoa ou não e para prevenir publicaçãos automatizadas