Um documentário para falar da crise da habitação: a história de um “crime em curso”

Em que momento e por que razão as nossas casas se tornaram "produtos financeiros"? Num documentário-investigação, Fredrik Gertten mergulha num problema global que vai para lá da gentrificação. E muito para lá do capitalismo. Push estreia-se no próximo ano.

A conversa repetiu-se vezes sem conta. Em diferentes geografias, com distintos interlocutores. Ricos, classe média, pobres. Todos falavam a Fredrik Gertten da tristeza sentida por serem expulsos do local onde queriam viver. De cidades onde o mais importante já não eram as pessoas. De casas a preços incomportáveis. O realizador sueco, entusiasta de temas relacionados com cidades e qualidade de vida, começou a questionar-se: afinal, o que tinha tornado as nossas habitações tão caras? A gentrificação parecia-lhe parte ínfima da explicação: o problema, decreta em conversa telefónica com o P3, é “mais profundo do que isso”. As casas como produtos financeiros, locais de depósito de dinheiro, campos de um jogo financeiro sem espaço para a humanização. Em Push — o seu documentário-investigação com estreia prometida para o próximo ano e uma campanha de crowdfunding aberta até 28 de Novembro —, promete levantar o pano deste “crime em curso”. E deixar um estímulo à acção: “Este é um problema de todos.”

Continuar a ler

https://www.publico.pt

Comentários

Submeter um novo comentário

O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para confirmar se és uma pessoa ou não e para prevenir publicaçãos automatizadas