Novo comunicado sobre o 1º de Maio em Setúbal - Quanto às manobras de intimidação.

Este 1 de Maio vamos sair à rua, em Setúbal.

Depois da brutal repressão policial do ano passado, e no duro contexto social em que nos encontramos, era inevitável voltar a sair e não ceder ao medo que nos querem impor.
Os racistas e fascistas do PNR anunciaram também uma manifestação de provocação contra as ideias do 1º de Maio e contra a tradição anti-fascista da cidade de Setúbal. A PSP tem desenvolvido uma campanha de assédio e intimidação, com demonstrações da sua violência autoritária, com vigilância ostensiva, revistas, insultos, humilhação e identificação de pessoas que se encontram em acções de divulgação da manifestação, e inclusive, por duas vezes, a apreensão de cola, baldes, trinchas e cartazes.

Torna-se necessário perante este cenário declarar que:

Não vamos ceder às manobras intimidatórias das forças de desordem, nem às manobras provocatórias dos fascistas. Esta manifestação vai realizar-se de uma forma ou de outra.
A concentração Anti-Capitalista e Anti-Autoritária terá inicio às 13:30 no Largo da Misericórdia e não vai alterar ou modificar um milímetro que seja qualquer uma das suas motivações, propósitos e percursos por causa da provocação fascista marcada para as 16:00h, aparentemente em novo local, na praça du Bocage, em frente à Câmara Municipal.
Estamos a convocar uma manifestação, não estamos a convocar um motim, nem um fight club. Gostamos muito da nossa cidade e não temos nenhuma intenção em destruí-la. Para fazer isso já sobram capitalistas.
Mas também sabemos que enquanto formos ingénuos, desorganizados e mal preparados corremos grandes riscos. Não vamos entregar ninguém aos lobos. Estamos e estaremos sempre prontos a defender a integridade física de todos os manifestantes. Isso faz-se de forma activa, não passiva. Com inteligência e determinação.
Não é nem nunca foi um papel que protegeu alguém da violência policial, ou da violência fascista. Hoje, como ontem, tudo o que tivermos que ganhar será pelas nossas mãos, não a troco de autorizações. Hoje, como ontem, ninguém nem nenhuma instituição nos dará a liberdade, a justiça social ou a justiça económica.

De resto esperemos que seja um grande dia onde cumpramos o nosso objectivo: sair à rua com todos os que estão fartos da miséria e querem melhor; deixar claro que não nos chegamos para trás; e chegar ao final duma manifestação comunicativa e combativa sem que os desordeiros do costume ( polícia ) consigam travar mais uma iniciativa popular. Estão todos convidados à aparecer.

Mantenham-se atentos às várias informações de segurança e legais que se publicarão nos próximos dias.
Rebeldes e organizados, nós damos-lhe a crise...

TODOS A SETÚBAL.

Terra Livre 29 de Abril de 2012

Comentários

olaré!!!

Todos e todas a Setúbal!!!

Opções de visualização dos comentários

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.