Ninguém está só...poesia no feminino.

NINGUÉM ESTÁ SÓ

Neste preciso instante
há uma mulher que sofre
uma mulher torturada
sómente por amar a liberdade.

Ignoro onde vive
que língua fala
de que cor tem a pele
como se chama…
mas,neste preciso instante,
enquanto teus olhos lêem
este pequeno poema,
essa mulher grita,.existe.

Pode-se ouvir o seu pranto
de animal acossado,
enquanto morde os lábios
para que os filhos não sofram...
Tu ouves?

Uma mulher sózinha
grita amarrada,existe
em algum sítio.
Eu disse só?

Não sentes como eu
toda a dor do seu corpo
repetida no teu?
O sangue não te corre
sob as pancadas cegas?

Ninguém está só.
Hoje neste preciso instante,
também a ti e a mim.
nos têm amarradas.

Emília Cerqueira

Galeria
Ninguém está só...poesia no feminino.