8M - Portugal

As mulheres são oprimidas, diminuídas e subjugadas desde antes da formação da sociedade actual. Apesar de nós termos passado a ser parte da produção social da vida, incluídas no mercado de trabalho, as bases ideológicas e materiais da opressão permanecem. É por tais motivos que a greve no dia 8 de Março se faz importante. É necessário a união entre as mulheres para travar esta luta diariamente.


3,551 leituras     2 comentários
Erva Rebelde número Dois

Este número da Erva Rebelde dedica-­se exclusivamente ao tema da revolução russa, não para trazer novamente os grandes nomes da História, mas para visitar os outros nomes destas histórias da História. Aquelas pessoas que se envolveram nas actividades anarquistas de 1903 a 1917, aquelas que morreram em 1905, as que foram fuziladas, assassinadas, deportadas, exiladas, as que voltaram com a miragem de uma possibilidade em 1917.


2,815 leituras     0 comentários
[março] Festival Feminista de Lisboa

O Festival Feminista de Lisboa é inclusivo, intersecional, auto gerido e sem fins lucrativos.
Lutamos pela igualdade de oportunidades, pela diversidade de identidades e pela auto-determinação!
Nesta primeira edição, em Março de 2018, ocupamos Lisboa - com debates, workshops, performances, concertos, teatro, oficinas, feira de zines/livros, cinema, exposições e muito mais.
Festival Feminista de Lisboa


3,379 leituras     0 comentários
[2-31 março] Festival Feminista do Porto

Tal como a Caravana e como a Marcha Mundial das Mulheres, o FFP é um movimento feminista, anti-racista, anti-lqbtqi-fobia e anticapitalista.
Somos contra todas as formas de violência e opressão interseccional que têm origem na aliança patriarcado/capitalismo.
Programa Completo


2,881 leituras     0 comentários
A nova edição do Jornal Mapa está nas ruas

Olha o novo Jornal Mapa!

Destaque à poluição do Tejo e à história do maior rio ibérico condenado por barragens, transvases e fábricas. Agitam-se as suas águas pela defesa de um território vivo, tal como junto à fronteira portuguesa, nos protestos contra uma mina de urânio, ou nos Pirenéus espanhóis nas okupações de aldeias.


3,526 leituras     0 comentários
[17 de fevereiro] 5 anos de informação crítica!

Grande evento de angariação de fundos para o Jornal Mapa, a decorrer na SMUP [Parede], com convivio, conversas, actividades e concertos.
O Mapa é um jornal trimestral de informação crítica distribuído de Norte a Sul de Portugal em cafés, livrarias, quiosques, escolas, universidades, transportes públicos, centros sociais, associações, por correio e, acima de tudo, nas ruas.


3,070 leituras     0 comentários
[10 fevereiro - Porto] GAZUA | Abertura

Abrir portas, rebentar cadeados, fazer comunidade!

A Gazua é um espaço de acção comunitária que pretende gerar plataformas de auto-organização, participação e autonomia com vista à transformação social. Parte da arte e da cultura na sua dimensão mobilizadora e relacional para provocar imaginário(s), convocar o colectivo, questionar discursos hegemónicos e desenvolver processos de mudança que beneficiem a comunidade.


3,869 leituras     0 comentários
[Afrin] Solidariedade a partir de Portugal

No dia 20 de Janeiro o regime fascista da Turquia ( País da NATO) iniciou uma ofensiva militar contra o povo curdo em Afrin, Rojava.
Acção de solidariedade com o povo Curdo e a resistência em Afrin | Denúncias do regime de terror de Erdogan em Almada, Lisboa, Porto, Coimbra, Mértola, PontaDelgada, Caldas da Raínha e Montemor-o-Novo.


3,564 leituras     0 comentários
Balanços dos primeiros 10 dias da operação do regime turco em Afrin

No passado dia 20 de Janeiro o regime turco iniciou uma operação militar (aérea e terrestre) contra a região de #Afrin em Rojava, o objectivo de Erdogan é apoiar as suas proxies jihadistas na batalha de Afrin. O balanço dos primeiro 10 dias é devastador, a destruição de patrimônio cultural e arqueológico, assim como, as centenas de habitações têm sido incalculável.


3,961 leituras     2 comentários
[Alerta] A casa ocupada da Rua Marques da Silva 69 está neste momento a ser despejada sem qualquer notificação

A casa ocupada da Rua Marques da Silva 69 está neste momento a ser despejada sem qualquer notificação. A polícia municipal arrombou a porta, despejou a pessoa que lá morava, está a retirar os bens da casa e quer emparedá-la. Todxs à Rua Marques da Silva 69!

Acompanha os desenvolvimentos aqui: https://www.facebook.com/assembleiadeocupacaodelisboa/


4,196 leituras     1 comentários
Syndicate content