XXX Assembleia Popular de Algés / PROTESTOArte e Cultura, Repressão

No Sábado, dia 23 de Novembro de 2013, pela primeira vez a Assembleia Popular de Algés, para além de um local para debate livre e aberto dos cidadãos, será também um local de protesto pela prepotência da segurança privada, agora contratada para guardar o Parque Anjos, e da Polícia Municipal que proibiu e obrigou a retirar a banca de troca livre de livros por não ter sido pedida permissão à Câmara Municipal.


3,223 leituras     5 comentários
Texto de apelo à desobediênciaEconomia, Poder e autodeterminação

"Temos de desobedecer às leis e imposições injustas, temos de dar uma resposta ao Estado na única coisa que lhe é importante - o dinheiro dos nossos impostos". Nélson está desempregado e carece de apoio adequado para a doença degenerativa de que padece. Sob o lema "Sem rendimentos não há pagamentos", decidiu deixar de pagar impostos e solidarizar-se com quem não paga transportes públicos, e apela a tod@s a fazerem o mesmo.

desobediência civil, impostos
2,325 leituras     0 comentários
Attica, Grécia: Crónica da revolta no campo de concentração de AmygdalezaDiscriminação, Repressão

Na noite de 10 de Agosto de 2013, no isolado e fechado campo de concentração para imigrantes sem documentos em Amygdaleza, o maior desse tipo na Grécia, e após um ano de tormentos psicológicos e físicos, os condenados deitaram fogo aos muros e consciências e, pelo menos por algum tempo,tornaram-se visíveis com os seus corpos e vozes.


1,855 leituras     0 comentários
Morreu António Ferreira

É com muita tristeza que informamos que o António Ferreira morreu esta 4ª-feira, dia 6 de Novembro.
Rebelde, libertário e um lutador dentro das prisões, o António tinha 73 anos e estava fora há apenas 1 ano e meio.


2,153 leituras     0 comentários
Fazer pontes, ocupar a rua, parar o Porto de LisboaEconomia, Movimentos sociais, Poder e autodeterminação

Na mesma noite em que a CGTP anunciava que cedia à chantagem governamental e alterava a manifestação que, até então, tinha a Ponte 25 de Abril como local "irreversível", surgia uma convocatória rebelde que apela ao bloqueio do Porto de Lisboa. Ei-la:


3,482 leituras     7 comentários
[Catalunha] Okupaçao contra a linha de Muita Alta Tensao

Em Girona, okupou-se um espaço, com o objectivo de ser um ponto de encontro e de luta contra a linha de Muita Alta Tensão. Escolheu-se uma casa que também será afectada pelo traçado da linha. Promete-se oposição frontal.


2,400 leituras     0 comentários
Centenas bloqueiam transporte de carvão na AlemanhaEcologia

Duas centenas de pessoas conseguiram este fim-de-semana bloquear a linha de comboio que transporta o carvão das minas a céu aberto da Renânia, Alemanha. A ação decorreu durante os acampamentos Klimacamp e Reclaim the Fields: centenas de pessoas acampam perto de Colónia, para exigir o fim do uso de energias fósseis e da destruição do planeta em nome do lucro.

ação direta, Alemanha
2,446 leituras     1 comentários
Algo morreu no Egito

Algo morreu no Egito. Não a revolução. Porque através do mundo árabe o povo continua a exigir ser ele, e não seus líderes, o dono do país, mesmo que manchado de sangue. É verdade que morreu a inocência, como acontece após cada revolução. Não, o que expirou foi a ideia de que Egito era a eterna mãe da nação árabe, o ideal nacionalista, a pureza da história na qual o Egito considerava todo o seu povo como filhos.


2,932 leituras     1 comentários
Do terrorismo como estratégia de (sub)desenvolvimento urbano – o bairro de Santa Filomena, Amadora

Mais uma vez, à semelhança do que já havia sucedido num passado recente, Joaquim Raposo, arquétipo de um tipo particular de governação (endémica no território nacional), que ao mesmo tempo que estabelece uma relação de perfeita simbiose com os poderes imobiliários se revela parasitária do desenvolvimento local, mandou afixar no dia 17 de Julho, por intermédio da Polícia Municipal, avisos de demolição no bairro de Santa Filomena, na Amadora. Apela-se à solidariedade.


3,055 leituras     4 comentários
Arguidos da Bela Flor - Processo arquivado (Actualizado 11-07)

No dia 27 de Junho mais ou menos 300 pessoas foram encurraladas e levadas para revista e identificação. Entretanto, o processo foi arquivado "por falta de provas" e essa concentração é desnecessária. Mas mantemos o destaque de mais este momento de repressão e de apelo à solidariedade para que o esquecimento não seja tão fácil.


3,585 leituras     2 comentários
Conteúdo sindicado
PublicarMelodias