Relato do despejo da Travêssa dos Campos

Na manhã do dia 16 de outubro, o espaço ocupado A Travêssa dos Campos foi alvo de uma acção repressiva por parte da autoridade policial. Chegaram por volta das 7h30 com grande aparato de meios e agentes e preparados para uma entrada rápida e violenta no edifício. Após o arrombamento das portas foi dada a ordem – todos para o chão, caralho!


86 leituras     0 comentários
[Alerta] Visita da bófia à okupa da travessa

A bófia municipal, juntamente com 4 carros patrulha da PSP, visitou a okupa da travessa, às 22:50. Foi ordenada aos ocupantes a saída imediata da escola. Os ocupantes optaram por não dialogar. Juntaram-se algumas dezenas de pessoas no apoio aos ocupantes. Após 30 minutos, o aparelho repressor desmobilizou. Não se sabe até quando.


1,184 leituras     3 comentários
[Porto] Nova Ocupação na cidade do Porto

Decidimos ocupar um espaço abandonado há anos, onde nos possamos auto-gerir, sem hierarquias nem delegações, sem pedir autorização às instituições e sem negociarmos com elas, recusando assim qualquer tipo de autoridade por ser um obstáculo à livre expressão individual e colectiva e às livres relações sociais.

https://atravessaokupada.noblogs.org/


905 leituras     1 comentários
[13-15 outubro] 17º Aniversário da C.O.S.A.

A 13 de Outubro do ano 2000, um grupo de jovens setubalenses decidiu tomar nas suas mãos a gestão de um espaço comunitário apartidário, aberto à expressão e acção livre, sem controlo externo, sem lucro, sem autoridade…
Passaram 17 anos com largas dezenas de concertos, atliers, debates, exposições, todo o convívio, partilhas de conhecimentos e auto-aprendizagem, a intervenção política e social…


1,094 leituras     0 comentários
[14-15 outubro] Vigo - Jornadas Solidárias com Escárnio e Maldizer

Desde já há um tempo os centros sociais de Vigo vimos trabalhando na organizaçom dumhas jornadas solidárias coas pessoas afetadas nas movilizaçons contra o despejo e feche do CSOA Escarnio e maldizer.


1,022 leituras     1 comentários
Estado de Excepção na Catalunha

Mais de 10.000 agentes da Guarda Civil e da Polícia Nacional espanhola estão destacados na Catalunha. Desde esta manhã, 1 de outubro, realizaram intervenções violentas em dezenas de colégios eleitorais e ocuparam as ruas de várias cidades. As imagens chocantes correm o mundo e mostram uma Catalunha em estado de excepção. Pelo menos 465 pessoas terão sido assistidos em resultado destas actuações, estando duas delas internadas em estado grave.


1,825 leituras     3 comentários
[1-8 outubro] Feira Anarquista do Livro - Lisboa

Depois de dez anos a instigar a subversão, a conspiração e a difusão das ideias acratas, a FAL é hoje mais indispensável do que nunca e traz a debate temas diversos: Colapso capitalista, Violência policial e Racismo, Transfeminismo, Okupação, Saúde anti-autoritária, Anti-especismo, Repressão de Estado, Memória histórica anarco-feminista, Guerrilha anti-franquista, Hortas urbanas, Artes e Resistência.


1,901 leituras     0 comentários
[Lisboa] A cidade é de quem a ocupa

O número 69 da Rua Marques da Silva, edifício propriedade da Câmara Municipal de Lisboa, no bairro de Arroios, foi ocupado pela Assembleia de Ocupação de Lisboa (AOLX), um grupo sem filiação institucional. Em comunicado, a AOLX aponta o dedo à especulação imobiliária na cidade de Lisboa afirmando que “nos últimos anos, o direito a habitar na cidade de Lisboa tem sido alvo de diversos ataques".


2,559 leituras     0 comentários
[1-8 setembro] A ocupação israelita da Palestina e o actual cerco a Gaza

Em 2017 cumprir-se-ão 40 anos de ocupação da Cisjordânia e da faixa de Gaza, e 69 anos da nakba palestina, que representou a destruição de centenas de povoações palestinas, deportação em massa e a opressão dos restantes habitantes não-judeus da Palestina.

Lisboa - Disgraça - http://pt.indymedia.org/conteudo/agenda/39238
Setúbal - À da Maxada - http://pt.indymedia.org/conteudo/agenda/39321
Porto - Gato Vadio - http://pt.indymedia.org/conteudo/agenda/39363


3,766 leituras     0 comentários
O Morto. está vivo!

Antes de tudo queremos agradecer ao candidato Moreira o enorme apoio que deu ao tornar o nosso humilde protesto numa matéria de notícia nacional. Se antes só uma pequena parte da sociedade portuense tinha reparado que andavam uns autocolantes (que diga-se de passagem são os mais bonitos do mundo) por certos bairros do centro histórico, agora até nas moradias da foz e nos banquetes da burguesia se fala deste nosso pequeno acto de amor pelo Porto (sem ponto).


4,999 leituras     0 comentários
Syndicate content