Pela diversidade e o direito à escolha no campo e na horta – NÃO à nova Lei das Sementes europeia!

A nova lei europeia das sementes foi finalmente aprovada pela Comissão Europeia. Ao querer regular uma prática ancestral como a produção e troca de sementes, a lei segue o caminho da privatização da vida e do controlo da produção alimentar pelas grandes multinacionais. Dias antes da aprovação, várias organizações lançavam este comunicado em oposição a nova lei.


3,626 leituras     1 comentários
TODOS somos arguidos da Fontinha

Dois dos detidos durante o despejo do Espaço Colectivo Autogestionado (Es.Col.A) do Alto da Fontinha, no Porto, a 19 de Abril do ano passado, serão julgados na próxima quarta-feira, 8 de maio, às 15h15, no Tribunal da Relação (1ª secção criminal), na sequência do recurso interposto após julgamento sumário. Eis um apelo à solidariedade.


3,046 leituras     0 comentários
O que queremos deste 1 de Maio em SetúbalMovimentos sociais

Pelo quarto ano consecutivo lançamos uma chamada a uma mobilização anti-capitalista e anti-autoritária no 1º de Maio. As razões pelas quais convocámos em 2010 são ainda válidas hoje: a necessidade que temos de recuperar este dia como um dia de combate, de homenagem aos caídos nesta Luta Social, de revolta contra a ditadura financeira, a exploração humana, a destruição da Terra e dos territórios; e contra a existência do Estado.


3,311 leituras     0 comentários
Todas ao Ministério - Ocupação em Lisboa (despejada)

Não é aceitável que ser dono duma maçã caída seja mais importante que ter fome e querer comê-la. Lamentamos o incómodo, Sr. Ministro, mas esta maçã, da qual já se tinha esquecido, tem agora os nossos dentes marcados.
(o espaço foi, entretanto, despejado, devolvido aos pombos)


3,990 leituras     0 comentários
Repressão na Grécia: Indymedia Atenas fechado

Três dos mídia do movimento contestatário (athens.indymedia.org, radio 98FM e Radio Entasi), juntamente com quem estava alojado no mesmo servidor, enfrentam a repressão estatal desde quinta-feira, dia 11 de Abril. Nesse dia, no seguimento de pressões estatais, a ligação à internet foi deitada abaixo. Eis o comunicado do colectivo do Indymedia de Atenas


2,808 leituras     0 comentários
Acidente é o nome dos assassinatos nos bairros pobres

No fim de semana passado, Rúben, um jovem de 18 anos, morreu no Bairro da Bela Vista, em Setúbal. Para a polícia, tudo não passou dum acidente de viação. A população local tem uma versão completamente diferente. Aqui, o comunicado da Plataforma Gueto. E alguns links para outros textos que foram sendo publicados no Indymedia. Para este sábado, está marcada uma acção de solidariedade em Setúbal.


3,496 leituras     3 comentários
Grécia: explosão social?

Face às declarações do presidente da Grécia, a última personalidade a prever uma «explosão social» no país, colocar a seguinte questão parece ser uma boa ideia: perante uma crise contínua, qual a possibilidade de uma escalada da revolta? Por Thrasybulus


3,720 leituras     3 comentários
2 de Março - Tudo prá rua

Um grupo de pessoas convoca um processo de mobilização e manifestação contra a troika e a austeridade para o próximo dia 2 de Março, sob o lema “Que se Lixe a Troika, o povo é quem mais ordena!”. Até à data, a manifestação "Que se Lixe a Troika, o Povo é quem mais ordena" já foi convocada para mais de 30 cidades portuguesas, bem como para Barcelona, Paris, Madrid, Londres, Budapeste, Estocolmo e Boston. Mas não está isenta de críticas.


3,409 leituras     0 comentários
[Grécia] trabalhadores da Vio.Me iniciam a produção sob controle laboralPoder e autodeterminação

Trabalhadores em greve na fábrica Vio.Me em Tessalônica, Grécia, que não recebem desde Maio de 2011, decidiram reiniciar a produção sob o controle dos trabalhadores a 12 de fevereiro de 2013. Desde outubro de 2012 que os trabalhadores da Vio.Me proclamaram o estabelecimento de uma cooperativa sob total controle dos trabalhadores.

cooperativismo, grecia, Thessaloniki, Vio.Me
3,044 leituras     0 comentários
Egipto: Repressão brutal sobre o Movimento Social Libertário

Fundado em Maio de 2011 no Cairo, durante a revolução egípcia, o Movimento Social Libertário continuou a lutar e crescer, recusando-se a deixar a rua e o poder à Irmandade Muçulmana. Com base num projecto de sociedade sem classes, participou activamente nas recentes manifestações de oposição ao Presidente Morsi. Vários militantes foram presos durante estes dias de revoltas e levados perante os tribunais.


3,232 leituras     1 comentários
Conteúdo sindicado
PublicarMelodias